iOS | Especialistas já derrubaram nova medida de proteção do sistema

Por Felipe Demartini | 15 de Junho de 2018 às 09h28
Tudo sobre

Apple

Nesta semana, a Apple anunciou a implementação de uma nova medida de segurança para impedir o acesso a dados em um dispositivo iOS enquanto ele estiver bloqueado. Não durou nem um dia e, antes mesmo de a nova medida ser lançada, ela já foi quebrada. Quem afirmou isso foi a Grayshift, empresa que fornece um software que é usado principalmente por autoridades e agências policiais.

De acordo com o que foi divulgado pela Apple, a ideia da atualização vindoura para o sistema operacional é bloquear o acesso à memória do dispositivo via USB após uma hora de desbloqueio. Depois desse período, apenas energia passará pelo cabo, enquanto o uso de dados necessitará da inserção da senha ou identidade biométrica. De acordo com a Grayshift, porém, essa possibilidade já está “derrotada” em uma nova atualização do software.

Em um comunicado enviado por e-mail, a companhia afirmou trabalhar com frequência para garantir a eficácia de sua solução, que custa alguns milhares de dólares e tem como clientes nomes como FBI, CIA e agências de inteligência ao redor do mundo. Isso significa não apenas garantias contra o novo bloqueio de acesso por meio do USB, mas também outras “capacidades” que podem ser utilizadas no futuro, no caso de implementação de novas proteções.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A empresa foi curta e grossa, com uma declaração que serve também como um alerta de que está à frente da Apple quando o assunto é acesso aos dados. Enquanto isso, em comunicado oficial sobre a nova medida de segurança, a Apple disse que o objetivo não é dificultar o trabalho de investigação, mas sim garantir que seus usuários tenham o maior nível de segurança e confiabilidade em seus produtos.

Com a atualização do GrayKey, software que é usado para esse tipo de desbloqueio, a barreira se torna invisível para agentes legais, porém, ainda assim, existem vantagens. Ladrões de celulares ou hackers que não tenham acesso à ferramenta não poderão mais realizar ataques direcionados ou roubar dados para a realização de extorsão e vazamento. Ou seja, a atualização ainda tem seu valor, apesar daquele que parece ser seu maior alvo já ter escapado.

O update que vai implementar a nova medida de segurança no iOS ainda não tem data para sair. O mesmo vale para a atualização do GrayKey, mas se ele já está pronta e funcional, basta que a Apple libere a mudança em seu próprio sistema operacional para que, logo depois, a ferramenta de desbloqueio também possa contorná-la.

Fonte: Motherboard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.