iOS 13.7 é lançado com rastreador nativo de COVID-19; veja como usar

Por Ramon de Souza | 01 de Setembro de 2020 às 21h45
Reprodução
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Poucos dias após a compilação ser lançada em Beta, a atualização 13.7 do iOS finalmente foi oferecida de forma estável nesta terça-feira (1º), estando disponível para qualquer usuário baixar. A grande novidade deste update é o sistema batizado de Notificações Expressas de Exposição COVID-19 (ou COVID-19 Notification Exposure Express), que dispensa a instalação de aplicativos de terceiros para fazer o rastreamento da doença.

A API de notificações contra o novo coronavírus (SARS-CoV2) foi criada após uma parceria entre a Apple e a Google. Ela permite que órgãos de saúde do mundo inteiro criem seus próprios aplicativos para enviar alertas ao usuário caso ele tenha se aproximado de alguém que testou positivo para a doença, além de distribuir informativos sobre a crise. O rastreamento é feito usando dados anonimizados de protocolos de comunicação do celular.

Imagem: Reprodução/Lifehacker

Porém, com a chegada da versão Express, não será mais necessário instalar tais softwares — basta adentrar na tela de Configurações do iOS, procurar a opção “Notificações de Exposição” e ligar o recurso; caso a autoridade de saúde local não tenha aderido ao sistema, é possível ativar uma notificação que lhe avisa quando o serviço estiver disponível em sua área.

Imagem: Reprodução/Lifehacker

Vale observar que a responsabilidade de redigir os informativos, fazer o cruzamento de informações e notificar os possíveis pacientes continua sendo da autoridade de saúde; a novidade simplesmente integra a API de forma mais íntima ao sistema operacional. A iniciativa visa incentivar a adoção massiva desse sistema, desde que inúmeras pesquisas atestam sua eficácia no controle da disseminação do vírus.

O Android também receberá uma funcionalidade similar até o final de setembro. O Google pretende integrar um sistema de notificações expressas nas compilações a partir da 6.0 Marshmallow, mas, em vez de ser integrado ao menu de configurações, o recurso será distribuído como um app nativo que “surgirá” no sistema de forma automática.

Fonte: Lifehacker, TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.