iOS: Apple patenteia interface que se altera com os movimentos do usuário

Por Redação | 14.01.2014 às 15:52

A Apple teve novas patentes relacionadas ao iOS aprovadas nesta terça (14) pelo USPTO, o escritório americano responsável por esse tipo de controle. Entre as tecnologias registradas está um sistema que é capaz de detectar quando o usuário está parado ou em movimento, exibindo opções diferentes na tela principal dos aparelhos com o sistema operacional.

Segundo explica o site Techcrunch, o iOS seria capaz de detectar a velocidade do movimento e perceber quando o utilizador está andando ou a bordo de um veículo, por exemplo. A mágica seria feita por sensores como o acelerômetro e o giroscópio dos iPhones e iPads. A partir dessas informações, a interface poderia ser totalmente modificada, exibindo aplicativos diferentes para cada finalidade.

Durante caminhadas, por exemplo, os ícones poderiam ficar maiores para facilitar os toques em aplicativos de música ou fitness. Durante a direção, o acesso a apps de GPS ou localização seriam facilitados. A tela, como um todo, também poderia se mover com o balanço do ambiente, dando a impressão de que o display está estável e tornando o uso mais intuitivo.

Vale a pena lembrar, como sempre, que o registro de patentes nem sempre significa uma intenção de aplicar conceitos na prática. Muitas vezes, esse tipo de documentação é utilizada para proteger invenções próprias e obter lucros a partir de concorrentes ou empresas que queiram aplicar tais soluções em seus aparelhos.

Edição mais complexa

A Apple também registrou uma patente relacionada ao Final Cut Pro, seu software proprietário de edição de vídeos. Para felicidade de muitos usuários, parece que o app será capaz de trabalhar com vídeos em 3D bem em breve, já que o registro prevê uma série de tecnologias relacionadas a isso.

O documento exibe como o programa seria capaz de realizar cortes e correções nas imagens de forma separada, mas exibindo um conjunto coeso para o usuário. Isso acontece porque os vídeos tridimensionais são capturados com duas câmeras, que podem ter configurações diferentes ou captarem sinais um pouco variados, mas que devem ser trabalhados e exibidos de forma conjunta na tela.

Ao contrário da anterior, essa é uma tecnologia que tem grandes chances de acabar se tornando realidade, e o melhor de tudo, em um possível update gratuito para o Final Cut Pro. A Apple, porém, não se pronunciou quanto a uma previsão de quando tal novidade pode chegar ao aplicativo.