iMessage gera processo para a Apple nos Estados Unidos

Por Redação | 26 de Maio de 2014 às 11h34
photo_camera CNN

A coisa está ficando complicada para a Apple quando o assunto são os SMSs e o envio de mensagens de texto por meio de seu sistema, o iMessage. Concebido originalmente como uma maneira de economizar custo nas contas de seus clientes, a função agora é assunto de um processo contra a empresa movido no estado norte-americano da Califórnia.

Na ação de classe, a Apple é acusada de tentar evitar que seus clientes que possuem iPhone troquem de celular por causa do iMessage, que continua interceptando as mensagens de texto e deixando de entregá-las em aparelhos com outros sistemas operacionais que não o iOS. Para escapar das garras do iCloud, a opção mais segura seria a mudança de número, algo que não cai muito bem para boa parte dos clientes.

Na visão dos advogados responsáveis pela causa, a Maçã está violando leis de livre concorrência, além de interferir diretamente na maneira como as operadoras de telefonia atuam, impedindo que elas entreguem os serviços de mensagens de texto adquiridos pelos clientes.

O iMessage funciona a partir da conversão de mensagens de texto, enviadas pela rede celular, em comunicações enviadas pela internet. Assim, o usuário do celular tem os gastos referentes ao SMS debitados de seu plano de dados em vez de incorrer em custos que seriam maiores. É algo semelhante ao que acontece com o WhatsApp, por exemplo, e que funciona caso tanto o remetente quanto o recipiente possuam iPhones.

O problema é que a conversão das mensagens continua acontecendo mesmo caso o usuário não possua mais um iPhone. E, nesse caso, os SMSs deixam de ser recebidos, já que a rede continua a considerar o cliente como um utilizador do iOS e, sendo assim, utiliza o iMessage para finalizar a comunicação.

O problema se tornou ainda mais grave nos últimos dias, quando uma falha no servidores da Apple impediam que os usuários até mesmo pudessem encerrar suas contas e desassociarem seus números do serviço. Segundo a Apple, o problema não foi intencional, mas fortaleceu as suspeitas de que a empresa estaria atuando de maneira bastante obscura para manter seus clientes.

De acordo com o Re/Code, porém, a falha já foi corrigida e a própria Apple admitiu o problema relacionado ao iMessage. Segundo a empresa, uma atualização para o iOS já está sendo desenvolvida para que o problema seja solucionado. A expectativa é que os usuários possam desvincular seus números do serviço de maneira fácil e possam mudar de aparelho sem nenhum receio ou problema.

Até lá, a sugestão é que os utilizadores de iPhone desativem o iMessage em todos os celulares nos quais seu número está associado antes de fazer a ativação dele em um novo aparelho. Mesmo assim, a Apple admite que essa não é a solução ideal já que exige algum tipo de planejamento e não pode ser realizada em caso de imprevistos como roubos, perdas ou outros problemas que impeçam a utilização do aparelho.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.