Apple vai coletar dados do iCloud para deixar Siri mais inteligente

Por Redação | 27 de Janeiro de 2017 às 18h26

A Apple está levando realmente a sério a ideia de tornar sua assistente virtual cada vez mais inteligente. A novidade da vez é que o iOS 10.3 vai trazer um opt-in para que os usuários autorizem a coleta de dados do iCloud, a fim de ajudar a empresa a melhoras seus produtos de software, incluindo a Siri.

Uma versão beta do iOS 10.3 foi liberada no início desta semana, e os testadores notaram a presença de uma nova nota que fala sobre questões de privacidade e análise de dados do serviço de armazenamento na nuvem da fabricante.

Ao aceitar os termos, o usuário concorda em liberar para a Apple, suas subsidiárias e agentes de transmissão a coleta, manutenção, processamento e uso das informações armazenadas no iCloud. O recurso não será habilitado por padrão e é possível desativá-lo a qualquer momento.

Em suma, essa tal privacidade diferenciada citada pela Apple em seu aviso é uma maneira de codificar os dados dos usuários para que eles não possam ser rastreados até seu dono. Dessa forma, as informações serão analisadas em massa para procurar tendências.

Essa é mais uma investida da empresa de Cupertino no mundo da Inteligência Artificial, que ainda hoje entrou para a lista de membros fundadores do Partnership on AI, uma coalizão que reúne membros de gigantes da tecnologia e organizações sem fins lucrativos para divulgar as melhores práticas e pesquisas éticas relacionadas à AI.

Via Tech Crunch

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.