Apple está removendo bloqueadores de anúncios da App Store

Por Redação | 09 de Outubro de 2015 às 13h10

Com o lançamento do iOS 9, em setembro, a Apple ofereceu uma forma oficial de bloquear anúncios no Safari, mas ainda assim existe um número cada vez maior de pessoas que tentam bloquear anúncios em seus iPhones e iPads com a ajuda de aplicativos de terceiros. O que muitos não sabem é que essa prática pode ser bem perigosa.

Para tentar proteger seus usuários contra a exposição de dados a terceiros, a Apple resolveu remover alguns aplicativos da App Store que prometem bloquear anúncios. Os apps em questão instalam um certificado de root que permite o acesso a informações sobre o tráfego de internet privado do usuário com a intenção de identificar anúncios e bloqueá-los.

Em suma, isso significa que os usuários estão inconscientemente permitindo ataques man-in-the-middle e colocando seus dispositivos e informações em risco de serem espionados ou ter códigos maliciosos inserido em seus navegadores.

Os desenvolvedores por trás desses aplicativos podem ter boas intenções, mas é possível que nem todos eles levem em consideração os interesses de privacidade dos usuários, ou então que sejam atacados por hackers e deixem seus dados expostos.

"A Apple está profundamente empenhada em proteger a privacidade e segurança dos seus clientes. Nós removemos alguns aplicativos da App Store que instalam certificados de root que permitem o monitoramento de dados de rede do cliente que, por sua vez, podem ser usados para comprometer soluções de segurança SSL/TLS. Estamos trabalhando em estreita colaboração com os desenvolvedores para colocar rapidamente os seus aplicativos de volta na App Store, garantindo que a privacidade e a segurança dos clientes não fique em risco", disse a Apple por meio de um comunicado.

A empresa disse ainda que em breve publicará instruções para ajudar os usuários a remover esses aplicativos de seus dispositivos. Apesar do problema, a chegada dos bloqueadores de anúncios ao iOS foi um verdadeiro sucesso, tanto que muitos deles ganharam um lugar no top 10 de categorias como “Utilitários” ou “Apps pagos”.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.