Após polêmica, Apple confirma que não criptografou o iOS 10 beta de propósito

Por Redação | 22.06.2016 às 23:43 - atualizado em 23.06.2016 às 00:15
photo_camera Divulgação

Nesta terça-feira (21), especialistas em segurança descobriram que a Apple havia liberado a versão de testes do iOS 10 completamente desprovida de criptografia. Diante da surpresa, diversos questionamentos surgiram, principalmente sobre a atitude ter sido proposital ou um erro grosseiro por parte da Maçã.

Para os analistas que defendiam a hipótese de que a gigante da tecnologia havia deixado o código aberto intencionalmente, a companhia de Cupertino poderia se aproveitar de diversos benefícios, já que desta forma mais desenvolvedores poderiam reportar bugs no software, auxiliando a Apple na melhoria de suas vulnerabilidades.

As especulações, no entanto, se tornaram mais sérias e entendidas como falha da empresa porque não houve sequer um comunicado avisando ao público sobre a ausência de criptografia. Um dos especialistas, inclusive, afirmou que um erro destes seria o mesmo que esquecer de colocar portas em um elevador.

Como a Apple não havia confirmado as informações, tudo não estava passando de hipóteses, mas diante de toda a polêmica, a Maçã fez uma declaração ao TechCrunch, garantindo que deixou o kernel aberto de propósito. Conforme os rumores anteriores sugeriam, deixando-o desbloqueado, a companhia poderá otimizar o desempenho de seu sistema operacional, sem sacrificar a segurança de seus usuários.

Fonte: TechCrunch