Apple começa a remover aplicativos iranianos da App Store

Por Redação | 30.01.2017 às 11:45

A Apple supostamente começou a remover da App Store aplicativos para iOS originários de startups e desenvolvedores do Irã. Segundo reportou o site de notícias iraniano TechRasa, o Digikala, maior serviço de comércio eletrônico daquele país, por exemplo, teve seu aplicativo removido da loja de apps da Maçã há alguns dias.

De acordo com o site, a remoção parece estar relacionada com a violação das leis de comércio internacional. Como não existe nenhuma App Store oficial no Irã, então startups e desenvolvedores iranianos muitas vezes registram seus aplicativos como sendo de fora do país para entrar na loja. A Apple havia começado a permitir a inclusão de aplicativos iranianos na App Store em setembro de 2016.

Startups iranianas que tentam fazer upload de aplicativos na App Store têm se deparado com a seguinte mensagem: "Infelizmente, não existe uma App Store disponível para o território do Irã. Além disso, aplicativos que facilitam transações para empresas ou entidades com sede no Irã podem não cumprir com as Regras de Sanções de Transações do Irã quando hospedados na App Store. Por estas razões, não podemos aceitar sua inscrição neste momento. Nós encorajamos você a reenviar seu aplicativo depois que as leis de comércio internacional forem revisadas para permitir essa funcionalidade”. Ainda não está claro, no entanto, qual parte dos regulamentos os aplicativos infringiram.

A remoção dos apps iranianos na App Store pode impactar os negócios da Maçã naquele país, visto que o mercado móvel do Irã é muito atrativo. Dos estimados 40 milhões de smartphones em uso no país, 6 milhões são iPhones. A população iraniana é de cerca de 82 milhões de habitantes, com idade média inferior a 30 anos de idade.

Fonte: TechRasa