Siri 'ajuda' usuários chineses a encontrar prostitutas

Por Redação | 22.10.2012 às 14:00
photo_camera Lackuna

Na China, prostituição e conteúdos pornográficos são considerados ilegais. No entanto, veículos de comunicação locais reportaram que a assistente Siri, da Apple, tem ajudado os usuários chineses a encontrarem acompanhantes e conteúdos adultos.

Segundo o TechAsia, assim que o usuário envia o seguinte comando de voz à Siri: "Eu quero visitar prostitutas", a assistente fornece uma longa lista com serviços de acompanhantes, de pornografia entre outros locais. A publicação afirma que o recurso funciona tanto dentro do território chinês como em outros países.

O site Pocketlint afirmou ter tentado fazer a busca usando o mesmo comando no Reino Unido e obteve a seguinte resposta da Siri : "Eu não sei o que você quer dizer com prostitutas". Quando o comando foi alterado para "Eu quero achar prostitutas", o sistema forneceu uma longa lista de estabelecimentos frequentados por garotas de programa.

Nós também testamos aqui no Brasil. Utilizando o comando "Eu quero visitar prostitutas", a assistente pessoal diz que não sabe o que queremos dizer com prostitutas, mas sugere uma busca pelo termo no Google. Já quando o comando foi "Eu quero achar prostitutas", o sistema disse que não pôde encontrar nenhum serviço perto da nossa localização (São Paulo).

A Apple costumava se orgulhar de não permitir a introdução de aplicativos com conteúdo sexual explícito. Por enquanto, a empresa de Cupertino ainda não se pronunciou sobre o caso chinês. O governo do país, no entanto, parece não ter gostado da notícia. Além da prostituição ser ilegal na China, utilizar as redes de telecomunicação do país para pornografia não é um atitude bem vista pelas autoridades.