Eddy Cue teve que convencer Steve Jobs a lançar o iBooks para iPad

Por Redação | 15 de Junho de 2013 às 13h00

Mesmo com o processo rolando no Ministério da Justiça norte-americano, o iBooks tem sido um empreendimento de sucesso para a Apple, mas poderia ser diferente se não fosse a atitude de Eddy Cue, atual VP de Software e Serviços da empresa. O executivo da Maçã precisou convencer Steve Jobs de que o app seria realmente incrível no iPad.

De acordo com o CultOfMac, na época em que a Apple estava se preparando para lançar seu tablet, em meados de 2009, Steve Jobs não estava interessado na ideia do iBooks, pois ele acreditava que os e-books não tinham lugar em telas pequenas ou desktops.

"Steve nunca sentiu que o Mac ou o iPhone eram dispositivos de leitura ideais. No caso do telefone, a tela era menor, e no caso do Mac, você tinha o teclado e o dispositivo, e aquilo não se parecia com um livro", disse Cue durante seu depoimento em um tribunal federal de Manhattan na última quinta-feira (13).

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

iBooks iPad

Mas quando Cue colocou as mãos no dispositivo pela primeira vez, ele rapidamente se convenceu de que esta seria uma grande oportunidade para a Apple "construir o melhor e-reader que o mercado já viu". Tudo o que ele precisava fazer era convencer o chefe disso.

"E então eu fui até Steve e lhe disse porque eu pensei que [o iPad] ia ser um grande dispositivo para e-books", disse Cue. Segundo o executivo, após algumas discussões, Jobs voltou atrás e disse: "Sabe de uma coisa? Eu acho que você está certo. Acho que isso é ótimo!". E então, Jobs começou a ter ideias sobre o que queria fazer com o iPad e como fazer dele o gadget ideal para ler livros virtuais.

Depois de convencer Jobs, Cue precisava descobrir como deixar o iBooks pronto a tempo para a grande divulgação do iPad, já que Jobs queria que o serviço fosse apresentado com o tablet. A ideia foi aprovada em novembro, e o lançamento seria em janeiro. No final das contas, deu tudo certo, e até hoje Cue conta o quanto se orgulha de ter sido bem-sucedido nessa missão.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.