YouTube quer informar melhor os criadores sobre monetização de vídeos

Por Redação | 09 de Agosto de 2017 às 10h23
photo_camera Divulgação

Uma pequena mudança deve chegar em breve ao painel de controle para criadores de conteúdo no YouTube. A Google anunciou que vai mudar sutilmente a forma como exibe as informações de monetização das publicações, como um reflexo das mudanças realizadas recentemente em seus algoritmos, de forma a fechar o cerco e reduzir o alcance de conteúdos pesados na plataforma.

O sistema de ícones, já conhecido por quem publica no YouTube, deve permanecer, mas agora ganhará novos significados. O cifrão verde continua indicando que tudo está ok com um vídeo e que ele está plenamente monetizado tanto para usuários normais quanto assinantes da versão Red do site. Não existem mudanças aqui.

Ícones conhecidos ganharam novos significados no YouTube.

O botão laranja, que antes era usado apenas durante disputas de copyright, agora passa a indicar toda e qualquer alteração na monetização de um vídeo. Clipes que só possam ser monetizados pelo YouTube Red, por exemplo, serão exibidos desta maneira, assim como os que tiveram a publicidade limitada pela presença de palavrões, conteúdo impróprio ou outros tipos de restrição.

É aqui que entra a principal mudança, que faz parte das novas regras do YouTube. Anunciantes podem indicar ao site um vídeo que não seja adequado, assim como o próprio algoritmo da plataforma realiza esse trabalho. Uma vez “marcada”, as publicações podem ter as propagandas restritas ou não estarem monetizadas de maneira alguma, recebendo apenas uma parte da receita dos assinantes do serviço Red que acessarem o conteúdo.

Não se altera, também, o significado do cifrão cortado, que continua indicando a inexistência total de monetização. Ao contrário da cor laranja, entretanto, esse ícone indica apenas quando a possibilidade de ganhar dinheiro com o vídeo foi bloqueada devido ao uso de conteúdos licenciados sem autorização ou ao upload de materiais proibidos pelo site.

Com as mudanças, a Google também promete melhorar o sistema de apelos, facilitando o trabalho dos criadores que não concordarem com as avaliações ou que acreditarem terem sido identificados por engano. A expectativa é por um processo mais rápido e simples, de forma a dar segurança a quem publica.

Por outro lado, as novidades não mudam nada nas monetizações em si, com a divisão de ganhos e a receita por visualização ou clique em anúncios não sendo alteradas. As mudanças devem ser aplicadas em breve para todos os criadores, que verão uma notificação no menu superior do YouTube quando elas estiverem disponíveis.

Fonte: YouTube