YouTube lança serviço próprio de TV via streaming

Por Redação | 28 de Fevereiro de 2017 às 18h43
photo_camera Divulgação

Agora é oficial. Depois de meses de rumores sobre o lançamento de um possível serviço de TV via streaming, o Google anunciou nesta terça-feira (28) o YouTube TV.

O serviço disponibilizará conteúdos de canais abertos e por assinatura, tanto para quem quer ver a programação ao vivo, como também sob demanda, funcionando de forma semelhante a serviços populares nos Estados Unidos, como o Hulu.

Entretanto, uma das vantagens do YouTube TV é que ele funcionará normalmente dentro da plataforma tradicional do YouTube - ou seja, o usuário poderá trocar de um vídeo de um canal de Youtube (como o nosso) para um canal como ESPN, sem precisar trocar de aplicação.

Conforme destacou o Google, o novo serviço estará disponível no mercado norte-americano no segundo trimestre e terá uma mensalidade de US$ 35, sem a imposição de um contrato. Além disso, uma mensalidade dá direto a até seis usuários diferentes. Por enquanto, não há previsão de lançamento em outros países.

Canais abertos como CBS, Fox, NBC e CBS já foram confirmados para a plataforma, assim como outros fechados como USA Network e FX. Na parte de esportes, ESPN, Fox Sports e NBCSN estarão no YouTube TV. Outros canais, como Showtime, poderão ser incluídos no pacote com o pagamento de um valor adicional. Conforme destacou o Google, em seu início o YouTube TV contará com cerca de 40 canais, mas a grade deverá ser ampliada ao longo do ano.

Lista de canais que estarão inicialmente no YouTube TV (Foto: divulgação/Google)

Além de poder assistir os programas ao vivo, o YouTube TV incluirá a opção de "gravar" programas na nuvem para assistí-los em outro momento - ou seja, se você tem um compromisso durante o jogo que você queria ver, é só programar a gravação dele para ver em outro momento.

O app também incluirá os algoritmos de inteligência do YouTube para sugerir programas ao usuário ou refinar a busca por programas o temas de preferências.

De acordo com a CEO do YouTube, Susan Wojcicki, o lançamento do TV tem seu foco principal no público millenial, que não querem mais consumir programas de TV apenas em uma televisão e querem ter eles ao seu alcance a qualquer hora, local, ou dispositivo - no computador ou smartphone, por exemplo.

Vale lembrar que este é um produto alternativo ao YouTube Red, plataforma paga que oferece conteúdos do YouTube sem publicidade incluída e com alguns recursos exclusivos.

Com a manobra, agora o Youtube realmente entra na competição com serviços como o Hulu e Apple TV, e acrescentam uma nova dor de cabeça para as operadoras de TV a cabo. Como se o Netflix já não fosse o bastante.

Fonte: Endgadget

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.