YouTube deixa de monetizar canais com menos de 10 mil visualizações

Por Redação | 06 de Abril de 2017 às 18h52

Nesta quinta-feira (6) o YouTube anunciou novas diretrizes de monetização de vídeos. A partir de agora, canais pequenos, com menos de 10 mil visualizações totais não poderão mais receber dinheiro.

As mudanças aconteceram depois de uma série de críticas pelo mau uso da plataforma, especialmente em relação aos anunciantes, que estão insatisfeitos com o patrocínio de conteúdos indesejados, como os de cunho político e os de discurso de ódio.

De acordo com Ariel Bardin, vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube, a iniciativa colabora para o acompanhamento dos canais ativos. “Este novo limite nos dá informações suficientes para determinar a validez de um canal. Também nos permite confirmar se um canal está seguindo nossas diretrizes da comunidade e políticas do anunciante”, explicou.

Apesar de aparentemente as novas diretrizes terem surgido por conta do boicote dos anunciantes, o YouTube alega que os próprios produtores de conteúdos serão beneficiados. Segundo as declarações, com a restrição de monetização para canais com mais de 10 mil visualizações, novos canais que usam de conteúdos alheios para ganhar dinheiro não terão mais espaço para concorrer com quem faz trabalhos exclusivos.

Ainda segundo Bardin, quando um canal atingir a marca de 10k visualizações, os conteúdos serão avaliados antes de serem aceitos no Programa de Parceiros do YouTube.

Fonte: YouTube

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.