WebTorrent traz BitTorrent para os navegadores e impressiona a Netflix

Por Redação | 14 de Dezembro de 2015 às 11h41

Os usuários podem ter percebido mudanças nas tecnologias de Torrent apenas com a chegada do Popcorn Time, que transforma a espera por download em visualização instantânea de vídeos. Mas por trás dos panos o protocolo vem evoluindo e, agora, um aluno da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, apresentou o que pode acabar sendo o grande passo adiante nessa tecnologia – o WebTorrent.

Como o nome já disse, trata-se de uma tecnologia que funciona completamente pela web e a partir dos próprios navegadores. Em vez de baixar um software dedicado a fazer download, browsers como o Mozilla Firefox e o Google Chrome, por exemplo, são utilizados para isso. Basta arrastar o arquivo que se deseja compartilhar para que um link seja gerado.

No restante, tudo funciona basicamente como na tecnologia de Torrents tradicional. Desde que estejam conectados à página específica, todos os usuários participam da troca de informações, seja fazendo o upload – para quem já terminou de baixar ou possui o arquivo completo – ou realizando o download.

De acordo com o criador, Feross Aboukhadijeh, o protocolo é versátil o suficiente para funcionar não apenas pelo navegador, mas também pelos clientes tradicionais. Ou seja, o link gerado no WebTorrent pode ser perfeitamente utilizado em aplicativos do tipo e, possivelmente, no Popcorn Time, caso estejamos falando de filmes ou séries, possibilitando também o streaming pelos usuários.

O protocolo vem chamando a atenção da internet e, de acordo com informações extraoficiais, também da Netflix. Não é novidade para ninguém que a empresa busca maneiras de continuar entregando seu serviço com qualidade, mas reduzindo seus gastos com servidores. O compartilhamento de arquivos P2P entre os usuários geograficamente próximos poderia ser o caminho para isso e, nesse ensejo, o WebTorrent pode acabar sendo a tecnologia a se prestar atenção.

Fonte: Pplware