Você sabe se comportar de maneira segura no mundo digital?

Por Colaborador externo | 01 de Novembro de 2017 às 07h45
denisismagilov/Depositphots

* Por Miguel Carbone

Dentro e fora do ambiente corporativo, seja em computadores pessoais, redes ou smartphones, os riscos e armadilhas do ambiente digital estão presentes em nosso dia a dia. Um mundo novo, cada vez mais admirável, mas também proporcionalmente mais perigoso e hostil para aqueles que não se preparam e não utilizam da maneira correta a web — ou sistemas — e suas mais diversas possibilidades.

Os cuidados podem começar pela instalação de antivírus básicos. Atitude simples, mas negligenciada por 10% dos computadores conectados à internet em plena idade mídia. Soma-se a isso, o uso de senhas frágeis e o hábito de alguns usuários, na ânsia por segurança adicional, permitirem mais de um software de proteção rodando ao mesmo tempo nas máquinas, causando lentidão e, claro, a sobreposição de funcionalidades, o que pode, inclusive, comprometer o funcionamento dos antivírus.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Se em redes domésticas e/ou computadores pessoais o risco é iminente, o que dizer dos múltiplos riscos a que os sistemas de TI estão permanentemente expostos?

Segundo estudo da FireEye, divulgado em 2015, os ataques avançados a redes de computadores brasileiras são as maiores e mais bem-sucedidos da América Latina. Os setores químico, de manufatura e mineração são as principais vítimas dos cibercriminosos. Motivo de sobra para ficarmos atentos e redobrarmos a atenção, além de implementar soluções de segurança, acesso e gestão confiável de dados e arquivos, bem como de quem os visualiza e/ou edita.

Em um momento de crescente e mais do que necessária democratização de dados, salvar, compartilhar, editar e acessar arquivos remotos é algo absolutamente vital para empresas de todos os portes, dos mais variados mercados. Mas como fazer isso com segurança?

Existem ferramentas acessíveis e muito funcionais, que permitem a gestão e o controle de acesso a locais específicos, definindo com clareza e deixando o registro de quem pode acessar e editar determinadas informações, com a emissão de alertas para atividades suspeitas, geração de relatórios e sugestão de correções.

Com a correta gestão de privilégios, atualização e manutenção dos sistemas e aplicações de segurança, tudo funcionará melhor, e os preciosos dados de sua empresa estarão salvaguardados e íntegros.

* Miguel Carbone é CEO da MC – The New World Technology, empresa focada em IA, analytics, banco de dados e IoT.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.