Tudo o que você precisa saber para começar o dia (27/06)

Por Redação | 27.06.2016 às 08:08

Com o mês de junho entrando em sua reta final, chegou a hora de olhar para trás e perceber que já passamos da metade do ano e que estamos no segundo semestre de 2016. Porém, não é porque o tempo passou voando até agora que as notícias pararam de chegar. E, durante o último fim de semana, muita coisa aconteceu — incluindo coisas boas. Exemplo disso é que a Asus deixou bem claro que não pretende trazer uma versão capada do Zenfone 3 para o Brasil, lançado por aqui a mesma versão disponível em outros mercados. Essa é uma ótima notícia para quem temia que outras empresas seguissem os passos da LG, que decidiu trazer ao nosso país uma edição mais modesta (e igualmente cara) do novo G5.

Ainda falando em smartphones, a revista Forbes fez uma análise bem interessante sobre o mercado de dispositivos móveis e apontou como a Microsoft conseguiu criar uma pequena revolução dentro desse segmento, mas não soube aproveitar direito a oportunidade. Segundo a publicação, o sistema de live tiles que a empresa adotou no Windows Phone em 2010 reinventou a interface dos celulares com algo muito mais fluido e integrado, sobretudo ao trazer informações em tempo real. O problema foi que a própria companhia não soube o que fazer com essa mudança e acabou voltando atrás, abraçando os velhos ícones de sempre — o que, para a Forbes, deu espaço para que Google e Apple façam outra revolução no futuro.

E, como nem só de boa notícia vive esse mercado, um novo tipo de malware foi descoberto e já com promessas apocalípticas. Segundo empresas de segurança, a nova ameaça pode infectar 90% dos dispositivos Android, já que ela é voltada exatamente para a versão 5.1 Lollipop do sistema. Batizado de Godness, o vírus se aproveita de uma estrutura do código aberto do Android para permitir que hackers enviem instruções remotas para que o smartphone baixe aplicativos sem a autorização do usuário, o que pode ser usado para roubar informações pessoais.

Falando em falha, um bug no Chrome virou motivo de festa no mundo da pirataria. Isso porque o navegador apresentou uma brecha que permite que conteúdo via streaming possa ser baixado normalmente. Em outras palavras, isso torna possível o download de filmes e séries de serviços como Netflix e Amazon Prime, que contam com acervos enormes e em qualidade impressionante. O lado bom dessa história é que a falha foi descoberta por pesquisadores em segurança digital, que não revelaram como é possível baixar esses conteúdos. Agora resta ao Google tampar esse buraco antes que o vazamento se torne incontrolável.

Por fim, fechamos a segunda-feira (27) com um mistério que vem das estrelas. Ou melhor, de Marte. A NASA divulgou imagens do Planeta Vermelho capturadas pela sonda Curiosity em que é possível ver o que muita gente acredita ser um ser extraterrestre. Quer dizer, quase ver, já que é preciso muita imaginação para enxergar o tal marciano, que estaria encostado em uma pedra. Segundo o site que “encontrou” a criatura, ela estaria escondida atrás de uma rocha e teria apenas 15 centímetros de altura — o que viria de encontro a várias descobertas de “minisseres” descobertos no passado. Não há como negar que as imagens realmente chamam a atenção, mas também estão bem longe de ser uma prova definitiva de que não estamos sozinhos no universo.