Tudo o que você precisa saber para começar o dia (02/05)

Por Redação | 02.05.2017 às 08:03
photo_camera Divulgação/Netflix

Maio começou com tudo. Apesar de termos recém-terminado uma sequência de feriados em que todo mundo só queria mais um dia de descanso para se acostumar com a volta à rotina, a vida não é tão boazinha assim e já traz uma terça-feira com tapa na cara e balde de água gelada nas costas para todo mundo já ir se acostumando ao velho ritmo de sempre. Exemplo disso é que nem mesmo a sua próxima maratona de séries foi perdoada, já que um hacker conseguiu invadir um estúdio e vazou toda a próxima temporada de Orange is the New Black, que deveria chegar à Netflix somente em junho. Ele chegou a cobrar um valor da empresa para não liberar os episódios e, não tendo chegado a um acordo, decidiu soltar tudo de uma vez na internet. A empresa confirmou a falha de segurança em um de seus parceiros e disse que todas as autoridades já foram acionadas para investigar o caso. Além disso, o invasor diz ter roubado ainda conteúdo de outras emissoras, como ABC, Fox, National Geographic e IFC — e chegou a fazer novas ameaças envolvendo essas novas vítimas.

Outra péssima notícia que surgiu durante este feriado foi o fim do programa da Amazon que distribuía aplicativos gratuitamente. A própria empresa anunciou o fim do Underground Actually Free, que oferecia não apenas apps, mas também conteúdos para serem usados nesses serviços, como vidas extra, itens, desbloqueio de fases e muito mais sem qualquer custo. Agora, tudo isso é coisa do passado. Segundo a companhia, os usuários Android terão cerca de um mês para aproveitar o que restou do serviço antes que ele seja, de vez, descontinuado. Já quem possui um tablet da linha Fire, da própria Amazon, vai contar com um pouco mais de tempo para isso, pois o conteúdo já existente do programa vai continuar a ser ofertado até 2019. A boa notícia é que, se você baixou alguma coisa pelo Underground, pode ficar tranquilo, já que todo o conteúdo baixado por lá continuará sendo seu mesmo com o fim das atividades.

Achou ruim? Pois saiba que notícia ruim sempre pode vir acompanhada de uma pior. No caso, serviços como o Google Maps, Amazon e eBay simplesmente decidiram encerrar o suporte dado ao Apple Watch sem qualquer tipo de aviso prévio. Isso pegou muita gente de surpresa e é visto com muita preocupação por quem ainda acredita que o relógio inteligente da Apple tem futuro. A saída desses serviços pode não ser o tiro de misericórdia na tecnologia, mas certamente é aquele disparo em um órgão vital que leva a vítima em estado grave para o hospital. O curioso é que alguns desses apps foram descontinuados já há algumas semanas e praticamente ninguém havia se dado conta — o que, como aponta o site Pocket Now, apenas demonstra o quanto o público geral não se importa tanto assim com o relógio. E, se serve de alento, o Google afirmou que a remoção do Maps é temporária e que deve voltar a funcionar com o Apple Watch no futuro. Esperamos que, desta vez, alguém perceba que o aplicativo voltou com um pouco mais de celeridade.

Apesar de não ser visto como tiro de misericórdia, serviços retirando suporte ao produto nunca é um bom sinal

Deixando as desgraças para trás, vamos falar de coisa boa: videogame. Lançado na última semana, Mario Kart 8 Deluxe já é o game da série de corrida que vendeu mais cópias em menos tempo ao longo de seus 25 anos de história. Ao todo, foram 459 mil cópias do game vendidas somente no seu lançamento, no dia 28 de abril. O recorde anterior era de Mario Kart Wii, que havia vendido 433,9 mil cópias em 2008. O mais curioso, contudo, é que o game do Switch não é nada novo, e sim um relançamento do jogo que já havia chegado ao Wii U em 2014. Isso confirma a teoria lançada pela própria Nintendo de que muita gente estava afoita para conferir seus lançamentos exclusivos, mas não podia porque o seu antigo console vendeu muito pouco. Com Mario Kart 8 Deluxe sendo um sucesso de vendas, isso pode significar mais relançamentos no futuro, como Super Smash Bros, por exemplo. Um dado curioso é que, com o número obtido pelo jogo, é como se 45% dos donos do Switch no Estados Unidos tivessem comprado o game.

Por fim, o Twitter vai ganhar um serviço de vídeo em streaming que vai funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana. Em parceria com o site Bloomberg, a rede social vai transmitir o conteúdo ininterruptamente, quase como se fosse um daqueles canais de notícia que a gente está acostumado a ver na TV a cabo. No entanto, até o momento, pouco se sabe sobre os termos dessa parceria, tampouco do conteúdo que será transmitido para o usuário. De acordo com o CEO da Bloomberg, Justin Smith, o projeto será focado nas notícias mais importantes para um “público inteligente ao redor de todo o globo”. Além disso, ele sugere que o conteúdo será um pouco mais abrangente do que o existente em sua rede atual. Não há informações de quando a novidade começará a ser operada.

Via: The New York Times, CNET, Pocket Now, Geeky Gadgets, Mashable