Tráfego de dados móveis no Brasil deve crescer sete vezes até 2020

Por Redação | 04 de Fevereiro de 2016 às 13h25
photo_camera Foto: Reprodução

O estudo Visual Networking Index, da Cisco, revelou que o tráfego de dados móveis aumentará sete vezes no Brasil, entre 2015 e 2020, com uma taxa de crescimento anual de 45%. O tráfego de dados móvel será responsável por 14% do tráfego de dados fixo e móvel brasileiro, em 2020, superando os 5% em 2015.

Em cinco anos, o tráfego de dados móveis chegará a 729.7 petabytes, superando os 112,1 petabytes por mês atingidos em 2015. Para nos dar uma noção maior da quantidade de dados que estamos falando, o número estimado para 2020 é equivalente a 182 milhões de DVDs por mês.

“A adoção de dispositivos móveis, maior cobertura móvel e a demanda por conteúdo móvel impulsionam o número de usuários, que irá crescer duas vezes mais rápido que o da população mundial, nos próximos cinco anos”, prevê a Cisco.

O levantamento aponta ainda que o tráfego global de dados móveis chegará a uma taxa anual de 8,8 exabytes em 2020, superando os 1,3 exabytes em 2015. Em cinco anos, haverá 5,5 bilhões de usuários móveis, o que representa 70% da população mundial.

Dispositivos móveis

A empresa também acredita que, no Brasil, 73% das conexões móveis serão conexões "inteligentes" em 2020, superando os 42% em 2015. Além disso, quase 100% do tráfego de dados móveis será tráfego "inteligente" em 2020, superando os 94% em 2015.

Deixando o Brasil de lado e pensando nas conexões globais, os dispositivos móveis inteligentes e suas conexões representarão 72% do total de dispositivos e conexões móveis em 2020. Este número representa um aumento de 36% em relação ao ano passado.

Em cinco anos, os smartphones serão responsáveis por 81% do tráfego móvel global. “A proliferação dos telefones móveis, incluindo os chamados "phablets" está aumentando com tanta rapidez que haverá mais pessoas com telefones celulares (5,4 bilhões) do que eletricidade (5,3 bilhões), água encanada (3,5 bilhões) e automóvel (2,8 bilhões), em 2020”, destaca a Cisco.

Tipo de conexão

Ainda de acordo com o relatório, o 4G crescerá dez vezes até 2020 no Brasil, ou um crescimento médio composto anual de 58%. Assim, as conexões LTE serão 35,4% do total do País em 2020, contra 4,7% em 2015.

Considerando somente o tráfego de dados móveis em smartphones, o 4G representará 62%, contra 17,9% em 2015, gerando 3,466 GB/mês (contra 1,374 GB/mês atual). Já o 3G representará 54,4% do total de conexões em 2020, comparando com 63,4% em 2015.

Com informações do TI Inside e Computer World

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.