Sindpd/SP vai marcar audiência com ministro Kassab sobre limite de banda larga

Por Redação | 17 de Maio de 2016 às 17h24

A saga da banda larga continua. Com a possibilidade das operadoras de telecomunicações driblarem a proibição da Anatel, o Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação de São Paulo (Sindpd/SP) decidiu recorrer à justiça para obter uma liminar que impeça as prestadoras de serviço de retomarem o limite de franquia da banda larga fixa.

Segundo o portal Convergência Digital, o presidente do Sindpd/Sp, Antonio Neto, pretende se encontrar com Gilberto Kassab, o novo ministro que estará à frente do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação – agora fundido com o Ministério das Comunicações. “O ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo, se posicionou contra (o limite). Queremos saber como o novo ministro pensa e quais serão as ações dele nessa área de banda larga", afirma Neto.

Impor limites e novas cobranças pode pesar o bolso de muita gente, principalmente profissionais autônomos e quem trabalha em esquema de home office e depende da banda larga. No estado de São Paulo, 7% dos profissionais da área de TI adoram esse sistema.

"Bloquear a Internet vai provocar reflexos diretos na oferta de trabalho no país, principalmente, nas pequenas e médias empresas. Para evitar que as teles retomem o processo, queremos uma liminar que assegure os direitos do consumidor”, acrescenta Neto.

Via Convergência Digital

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!