Segundo maior site de torrents do mundo é fechado repentinamente

Por Redação | 18 de Maio de 2017 às 09h20

O mundo do compartilhamento de arquivos amanhece sem mais um grande nome com o fechamento, aparentemente permanente, do ExtraTorrent, o segundo maior serviço de downloads desse tipo no mundo. A notícia veio na noite desta quarta-feira (17) com uma nota rápida, informando que o site, assim como todos os seus redirecionadores, deixariam de funcionar permanentemente.

O mesmo vale para os arquivos, que serão excluídos. Sendo assim, mesmo torrents em andamento já nos computadores dos usuários deixarão de funcionar, mas os responsáveis pelo serviço não revelaram quando isso vai acontecer. Eles também não explicaram os motivos que levaram ao fechamento abrupto da plataforma, afirmando apenas que “é hora de dizer adeus”.

Por outro lado, é muito fácil pensar que a razão do fechamento tem a ver com as pressões que o site vinha sofrendo por parte de advogados e representantes de empresas de entretenimento. Não apenas o ExtraTorrent era o segundo maior serviço do tipo em operação, ele também era casa do ETRG, um dos principais grupos de lançamento de material pirata na internet. Se você usa sites do tipo, provavelmente já baixou arquivos com tags como ETTV ou ETHD, que indicam lançamentos deles.

A equipe, entretanto, pode continuar existindo – tudo depende do apoio da internet. De acordo com um dos responsáveis pelo ExtraTorrent, identificado apenas como SaM, tudo depende dos responsáveis pelos lançamentos e também da doação dos apoiadores, uma vez que a operação envolve custos. Em sua fala, entretanto, ele mostra não ter relação com o trabalho nem responder por ele.

Mesmo assim, isso não impediu que o ExtraTorrent se tornasse alvo. O lançamento ágil de episódios de séries de TV, muitas vezes horas depois da exibição nos Estados Unidos, bem como a disponibilização de filmes em alta qualidade, já motivou investigações e ameaças. Entretanto, ao contrário do que aconteceu com outros nomes como o Pirate Bay, o serviço nunca se viu envolvido em casos de grande destaque, mesmo sempre sendo assunto de comentários.

O responsável pela plataforma não deu mais detalhes sobre o assunto, e, além de afirmar que este é o fim, apenas pediu que os usuários tomassem cuidado com versões falsas do ExtraTorrent. Pelo menos três, se autointitulando backups do original, já surgiram por aí e podem ser uma porta de entrada para malwares.

Fonte: Torrent Freak