Procon-SP já está monitorando preços para inibir fraudes na Black Friday

Por Redação | 29 de Setembro de 2017 às 10h17

O Procon-SP informou nesta quinta-feira (28) que já está trabalhando no monitoramento dos preços das varejistas quase dois meses antes da Black Friday. A ideia da ação antecipada é observar possíveis fraudes e conferir o cumprimento das ofertas que serão anunciadas. Neste ano, a Black Friday ocorrerá no dia 24 de novembro.

Um dos maiores problemas, segundo o órgão de defesa do consumidor, é o aumento do preço semanas antes do início da Black Friday para anunciá-lo com um valor mais baixo depois, mas que na verdade é apenas o valor normal do produto - o famoso "metade do dobro". Para fazer valer o cumprimento das ofertas, o monitoramento do Procon contra as falsas promoções está sendo feita em pelo menos 15 dos principais sites de varejo do país.

Para auxiliar os consumidores na hora das compras, a entidade também está promovendo uma campanha de orientação para aproveitar as ofertas da Black Friday sem dor de cabeça. Entre as dicas, está o acompanhamento dos preços dos produtos que deseja adquirir. Desse modo, o consumidor não será enganado por falsas ofertas e conseguirá obter o melhor desconto e a melhor oferta.

Para quem não quer ou não pode gastar demais, o Procon orienta os consumidores a fazerem uma lista dos produtos que deseja adquirir e estipular um limite de gastos. Também, a dica é verificar se o site é brasileiro e tomar cuidado com aqueles que são ".com", visto que compras feitas em sites internacionais estão sujeitas a outros custos, o que pode encarecer consideravelmente a compra e transformar a promoção em um grande problema financeiro.

Como dicas de segurança, a entidade de defesa ao consumidor pede que eles verifiquem a reputação do fornecedor e que tenham atenção ao clicar em links e ofertas recebidos através de e-mails ou redes sociais. A época da Black Friday é um grande atrativo para criminosos que desejam obter dados indevidamente ou operar negócios falsos e ilegais.

A expectativa para a Black Friday neste ano é de crescimento de vendas de 15% a 20% no Brasil comparado ao ano passado. Os dados foram levantados através de uma pesquisa realizada pela Google Brasil, que ainda aponta que a receita prevista para o e-commerce nesta data seja de R$ 2,2 bilhões.

Fonte: Procon-SP

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.