Por duas horas Google não foi censurado na China; entenda

Por Redação | 28.03.2016 às 10:08

Na última madrugada, os usuários de internet na China puderam ter acesso a todos os serviços do Google, algo que o Grande Firewall chinês normalmente os impede de fazer. Das 23h30 do domingo (27) até às 1h15 desta segunda-feira (28), toda a China continental pôde acessar o YouTube e o motor de buscas do Google. Tradicionalmente, para conseguirem isso seria necessário utilizar um serviço de VPN, mas por 105 minutos isso não foi necessário.

O fato logo fez com que milhares de pessoas se pronunciassem nas redes sociais WeChat e Weibo sobre um possível retorno da liberdade de expressão na China, segundo informa o South China Morning Post. "Naquele momento, eu acreditava mesmo que o Google teria sido desbloqueado e que a liberdade de expressão tinha voltado para a China novamente". No entanto, pouco menos de duas horas depois, o serviço de firewall do país asiático voltou a impedir o acesso aos conteúdos oferecidos pela norte-americana.

A razão para o ocorrido seria a mudança de uma série de servidores do Google para a Índia, Japão e sudeste asiático. Visto que eles são novos, o Grande Firewall, também conhecido como Projeto Golden Shield, não reconheceu os endereços de IP que deveriam ser bloqueados, permitindo o acesso temporário aos serviços de Mountain View.

Esta não é a primeira vez que o mais sofisticado serviço de filtragem de conteúdo web do mundo não funcionou como deveria. Em 2013, o Facebook e o Twitter também conseguiram furar o bloqueio. No entanto, mesmo com uma série de conversas entre os executivos do Facebook e o governo chinês, os sites ocidentais continuam sem receber a chance de exporem seus produtos e serviços dentro do país asiático.

Via The Next Web

Fonte: http://thenextweb.com/insider/2016/03/28/google-worked-way-bypassing-chinas-great-firewall/