Pesquisadores do MIT criam sistema que reduz buffering em Wi-Fi compartilhado

Por Natalie Rosa | 19 de Agosto de 2019 às 17h30
Reprodução

Uma equipe de pesquisadores do MIT, uma das universidade de tecnologia mais importantes dos Estados Unidos, está desenvolvendo uma ferramenta para ajudar no compartilhamento de conexões Wi-Fi limitadas.

O grupo do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial, conhecido como CSAIL, criou um sistema batizado de Minerva. Sua tarefa é analisar os vídeos antes mesmo que eles sejam reproduzidos, verificando o quão afetados eles seriam caso a reprodução acontecesse com velocidades inferiores.

Os pesquisadores explicam que, quando acontece o compartilhamento de Wi-Fi, os protocolos tradicionais dividem a largura de banda disponível pelo número de usuários conectados. Já o Minerva é capaz de analisar dois vídeos em uma fase offline, verificando quais seriam beneficiados por possuir uma largura de banda mais estável e qual poderia usar uma largura menor, mas sem "sofrimento".

Explicação de como age o Minerva (Imagem: Reprodução/MIT)

Sendo assim, o protocolo atribui a largura de banda com base nas necessidades de usuários diferentes, se ajustando ao longo do tempo como resposta ao vídeo que está sendo reproduzido.

Em testes reais, o sistema foi capaz de reduzir o tempo de rebuffering quase pela metade. Além disso, em um terço dos casos testados, o Minerva ofereceu melhorias bastante significativas na qualidade de reprodução dos vídeos, como se fosse passar de 720p para 1080p, por exemplo.

Segundo a equipe de pesquisadores, o sistema pode ser usado por provedores de vídeo sem alterar o hardware, sendo uma substituição indireta do protocolo TCP/IP padrão.

O estudo completo pode ser conferido na página oficial do laboratório.

Fonte: Endgaget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.