Parlamento escocês está sob ataque cibernético; hackers tentam entrar no sistema

Por Redação | 16 de Agosto de 2017 às 16h10

O Parlamento da Escócia está sofrendo um ataque cibernético contínuo, mas as defesas de TI da instituição ainda não foram violadas. Em um comunicado, o Parlamento afirma que não houve danos. "Até este momento, não há evidências que sugerem que o ataque tenha violado nossas defesas. Nossos sistemas de TI continuam operando normalmente", disse o parlamento escocês no texto.

O comunicado alerta os usuários do sistema do Parlamento de que o ataque está em andamento e que é preciso tomar precauções. "Não é incomum que os ataques de força bruta sejam mantidos por um período de dias. Por isso, é essencial que os usuários do sistema estejam vigilantes e relatem quaisquer problemas suspeitos."

Os hackers que aplicam o ataque de força bruta tentam repetidamente obter acesso a sistemas por meio de senhas diferentes. Os invasores estão se tornando cada vez mais aptos a desenvolver malwares que limpar dados em computadores. Os sistemas ficam inoperacionais e os dados são violados.

O último grande ataque cibernético na Grã-Bretanha foi o WannaCry, que infectou centenas de milhares de computadores em maio de 2017 e causou interrupções em mais de 150 países.

Fonte: Reuters