ONU diz que quase metade da população mundial estará online em 2016

Por Redação | 22 de Novembro de 2016 às 16h29
photo_camera Divulgação

Nesta terça-feira (22), a ONU revelou que até o final deste ano quase metade da população mundial estará conectada. Os principais motivos para o aumento no número de pessoas online é a quantidade crescente de redes móveis e a queda nos preços dos serviços de internet.

No entanto, apesar do cenário mundial ser otimista, os países desenvolvidos ainda continuam se saindo melhor na hora de oferecer conexão para seus moradores. Nestas regiões, 80% da população já usa a internet. Se olharmos para os países em desenvolvimento, essa porcentagem cai para 40%, enquanto nos países mais pobres apenas 15% das pessoas estão online.

Em vários dos Estados mais pobres e frágeis da África, por exemplo, só uma pessoa em cada 10 está online. Em suma, a população desconectada é feminina, idosa, menos educada, mais pobre e vive em áreas rurais, informou a ITU.

Os números foram divulgados em um relatório da União Internacional de Telecomunicações da ONU (ITU, na sigla em inglês), que culpa o custo dos serviços e da ampliação da infraestrutura a consumidores em áreas rurais e remotas pelo baixo índice de acessos. Além disso, em muitos países ainda é caro demais usar um celular para se comunicar.

A ONU espera que, até 2020, 60% da população mundial esteja navegando pela rede mundial. Atualmente, apenas 47% o faz. A ITU acredita que 3,5 bilhões de pessoas terão acesso até o final deste ano.

"Em 2016, as pessoas não irão mais ficar online, elas estão online. A disseminação das redes 3G e 4G pelo mundo levou a internet a cada vez mais pessoas", disse o relatório. "Os níveis de penetração da internet nos países menos desenvolvidos (LDCs, na sigla em inglês) hoje em dia chegaram ao nível visto nos países desenvolvidos em 1998, o que leva a crer que os LDCs estão quase 20 anos atrás dos países desenvolvidos", concluiu.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.