Nova Iorque substituirá orelhões por modernos pontos de acesso à internet

Por Redação | 06.01.2016 às 10:39 - atualizado em 06.01.2016 às 11:45

Uma das cidades mais importante do mundo iniciou um projeto nesta semana para substituir orelhões velhos por modernos pontos de acesso à internet. Nova Iorque contará com totens que fornecerão rede Wi-Fi à velocidade de 1 Gbps para qualquer habitante em um raio de até 50 metros. Os dois primeiros totens foram instalados na 3ª Avenida com a Rua 15 e na Rua 17.

A expectativa é que nos próximos quatro anos sejam instalados 4.550 pontos de acesso em todos os cinco grandes bairros da cidade. O número deve subir para 7.500 até o ano de 2024. Os novos quiosques foram criados para substituírem a infraestrutura ultrapassada dos orelhões, praticamente abandonados devido à adesão da população aos telefones celulares. A cidade terá que investir em uma rede quilométrica de cabos de fibra ótica para que a internet chegue a todos os totens.

Os pontos de acesso oferecerão, além da conexão à rede, ligações gratuitas, portas USB para o carregamento de smartphones e uma tela sensível ao toque para navegação na internet. Para os que se questionam sobre a segurança, todos os acessos Wi-Fi são criptografados e os dados pessoais são mantidos em segurança. Colin O'Donnell, diretor de inovação da Intersection, empresa escolhida para a realização do projeto na Esquina do Mundo, estima que até o próximo mês já existirão algumas dúzias de totens instalados pela cidade. A previsão é que mais de 500 deles estejam disponíveis para a população até o meio do ano.

Para subsidiar o acesso à internet, os terminais de acesso possuem telas de 55 polegadas para a exibição de anúncios, gerando receitas. A expectativa é que a cidade consiga obter US$ 500 milhões nos primeiros 12 anos de contrato. Segundo O'Donnell, os totens geram mais receita por oferecerem anúncios direcionados. "Nós podemos usar dados locais, demografia e informação em tempo real para oferecer a mensagem certa para a audiência certa", disse o executivo.

Ainda segundo ele, a internet que é oferecida será mais veloz que a utilizada pela maioria dos habitantes de Nova Iorque, que experimentam a navegação principalmente pela banda larga residencial. Para maior durabilidade, a estrutura dos totens é resistente ao clima e ao vandalismo.

Via O Globo

Fonte: http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/nova-york-comeca-substituir-orelhoes-por-totens-wi-fi-18413155?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo