Netflix cria sistema de cartões pré-pagos para assinatura

Por Redação | 26 de Junho de 2015 às 12h32
photo_camera Divulgação

Agora, você pode espalhar seu amor pela Netflix em forma de presentes ou fazer a assinatura do serviço mesmo sem um cartão de crédito – mas desde que more no Reino Unido. A empresa está introduzindo no território da rainha uma nova modalidade de pagamentos para assinaturas, que utiliza cartões pré-pagos com valores que vão sendo descontados de acordo com o plano escolhido pelo usuário.

O sistema funciona mais ou menos como a PlayStation Network, a rede que vende jogos digitais para os videogames da Sony. Em vez de pagar os valores específicos do produto adquirido, o cliente cria uma conta e a carrega com créditos. Na medida em que aquisições vão sendo feitas – ou, no caso da Netflix, com a passagem dos meses – os valores correspondentes vão sendo deduzidos do total, até que ele chegue ao fim ou não seja mais suficiente para compra.

Vendidos em grandes varejistas do Reino Unido, os cartões pré-pagos têm valores de £ 15, £ 25 ou £ 50, trazem códigos exclusivos para resgate e podem ser usados em todos os pacotes da Netflix, desde as assinaturas mais baratas até planos familiares ou com acesso à resolução 4K. A novidade pode ser usada também por clientes atuais que, caso prefiram, podem substituir o pagamento por cartões de crédito comuns pela nova modalidade.

A iniciativa é uma boa não apenas para quem não pode usar o cartão de crédito, mas também para aqueles que desejam fazer uma assinatura temporária e não terem que se preocupar, mais tarde, com cancelamentos. Além disso, serve para quem quiser realizar pagamentos de uma só vez sem se preocupar com mensalidades ou atualizações de cadastro no caso de vencimento ou perda dos plásticos. Com tudo isso, claro, a Netflix angaria mais público e amplia sua base de usuários pagantes.

Fazendo a conversão direta dos valores, por exemplo, um cartão com o mais baixo valor no Reino Unido equivale a pouco mais de R$ 70. No Brasil, então, esse total carregado seria suficiente para pagar, de uma só vez, três meses do plano Básico do Netflix, que aqui, custa R$ 19,90. Por enquanto, porém, a empresa não revelou quando a modalidade chegará a outros territórios, mas, claro, isso deve acontecer com modificações no valor de forma a se adaptar aos diferentes públicos e valores de assinatura ao redor do mundo.

Com o tempo, também, a Netflix pretende expandir sua rede de vendedores credenciados, saindo de apenas lojas de departamento ou grandes varejistas para supermercados e bancas de jornal. A inspiração, aqui, parece ser o mundo mobile, no qual as operadoras de celular disponibilizam chips e possibilidade de recarga em pontos variados pelas cidades.

Fonte: Netflix

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.