Nem tudo é o que parece! Entenda os significados dos emojis

Por Redação | 13.04.2016 às 21:50
photo_camera Print Bárbara Lage

Se tem uma coisa que pode gerar uma baita dor de cabeça é a tal da mensagem mal interpretada – e isso, hoje, com tantas opções de comunicação, virou rotina. Mas não estamos falando daquela frase em que você queria digitar uma coisa e o sistema interpretou errado e te sugeriu uma palavra bem diferente daquela que você queria. O tema aqui são os emojis.

É perceptível a diferença de emojis enviados através de um iPhone daqueles emojis recebidos em um Android – se a plataforma muda, eles também mudam. E é aí que mora o perigo. Em algumas ocasiões sua mensagem pode perder o sentido original no momento que chegar ao destinatário.

Essas variações renderam um estudo do GroupLens Research, da Universidade de Minnesota, nos EUA. Os emojis mais populares foram os itens analisados. E o campeão de múltipla significação foi: "o rosto risonho com olhos apertados". O longo caminho da interpretação conseguiu ir de um rosto alegre até um sorriso sem graça, angustiado. Tudo vai depender da plataforma ou do fabricante. Veja abaixo:

emojis 1

A pesquisa do GroupLens foi além e solicitou que um grupo de pessoas avaliasse 22 emojis de cinco plataformas diferentes, por sentimento, dentro da escala: fortemente negativo (-5) a fortemente positivo (5). O resultado médio nos dispositivos da Apple foi de quase -1; já o da Microsoft, Samsung, LG e Google foi de 3 para cima!

emojis 2

A "carinha feliz com olhos apertados" foi a protagonista da má interpretação. Só que outros também foram citados como potenciais problemas. “Rosto com lágrimas de alegria”, “rosto sorridente com boca aberta e olhos bem fechados”, “rosto dormindo” e “rosto rindo demais” são alguns deles.

E não ache que o estudo foi supérfluo. Leve em conta que, atualmente, grande parte das conversas (de lazer ou até profissionais) são feitas através dessas mídias. Daí a importância em se examinar o significado destes caracteres, como mostra a co-autora do estudo Hannah Miller: "Diversos acadêmicos defendem que os emojis representam uma mudança fundamental no uso da linguagem. Dessa forma, o entendimento pleno do papel dos emojis na comunicação humana vai ser um passo importante no desenvolvimento das próximas gerações de tecnologias de linguagem".

Já diria o velho ditado "a pressa é inimiga da perfeição"; a análise mais aprofundada das significações vai ser fundamental para o Unicode, o consórcio internacional que governa os emojis. Assim, o resultado será um conjunto de claras definições a novos caracteres – que, hoje, nascem numa velocidade assustadora.

De toda essa história, a boa notícia é que a febre "WhatsApp" não corre esse risco, já que o app utiliza a mesma padronização da Apple. Quanto às outras plataformas, na dúvida, não recorra àqueles emojis que possam gerar algum tipo de transtorno. Nenhuma Apple, Microsoft, Samsung, LG ou Google vai vir te ajudar!

Fonte GroupLens (Via Gizmodo)