Não se preocupe: Netflix não exibirá anúncios ou comerciais na plataforma

Por Redação | 02.06.2015 às 18:07

Nesta semana, uma notícia pegou os assinantes da Netflix de surpresa: a companhia estaria cogitando inserir anúncios na plataforma, que atualmente é livre de qualquer propaganda, seja antes ou depois dos filmes, séries e programas, ou pela navegação entre menus. Essa mudança seria algo similar ao que acontece no YouTube, que quase sempre exibe uma campanha publicitária no início dos vídeos que você costuma assistir.

Mas fique tranquilo, pois não há motivo para se preocupar: a Netflix não planeja adicionar anúncios em seus conteúdos. Para colocar um ponto final nessa confusão, o CEO da empresa, Reed Hastings, fez uso de seu perfil próprio no Facebook para emitir um comunicado oficial sobre o assunto. De acordo com o executivo, a companhia tem sim uma mudança programada, mas não da maneira como foi divulgada no início da semana.

"Não haverá publicidade na Netflix. Ponto final. Estamos apenas adicionando trailers legais e pertinentes para outros conteúdos da Netflix de que você talvez goste", explicou Hastings. Ou seja, isso significa que trailers serão exibidos antes do filme ou da série que você for assistir.

No advertising coming onto Netflix. Period. Just adding relevant cool trailers for other Netflix content you are likely to love.

Posted by Reed Hastings on Segunda, 1 de junho de 2015

Isso já acontece na Netflix, mas os trailers sempre são mostrados no final de cada episódio que você visualiza. Neste caso, as sugestões podem ou não ser baseadas naquele conteúdo, ou nos gostos pessoais baseados nas suas classificações e biblioteca. Por exemplo, ao terminar de assistir a um episódio de Breaking Bad, é possível que você veja antes um trailer da nova temporada de House of Cards. E por aí vai.

A questão que fica agora é se a Netflix irá oferecer uma opção para pular o trailer exibido antes do conteúdo, uma vez que trailers exibidos ao final não representam problemas — basta fechar a janela ou apertar para ir direto para o próximo episódio. Ou se não houver essa função, pelo menos mostrar vídeos menos repetitivos, ao contrário das propagandas no YouTube.

Fontes: TechCrunch, Reed Hastings (Facebook)