Morre Matti Makkonen, o "pai do SMS"

Por Redação | 30.06.2015 às 15:22

Muitas pessoas podem não conhecer o nome Matti Makkonen, mas praticamente todos já usaram uma de suas criações. Conhecido mundialmente como o "pai do SMS", Makkonen faleceu aos 63 anos de idade em decorrência de uma doença não divulgada. O inventor finlandês ajudou a criar o conceito de mensagens de texto enviadas por meio de celulares em 1984.

Na época em que lançou a ideia original para o SMS, ele trabalhava como funcionário público e a ideia surgiu durante uma conversa numa pizzaria em Copenhague, na Dinamarca. Apesar da sua participação na criação do projeto ser considerada extremamente importante para o sucesso do SMS, Makkonen nunca recebeu nenhum centavo pela invenção, porque ele não fazia parte do registro de patente.

Durante as poucas entrevistas concedidas, o finlandês disse nunca ter gostado do apelido recebido, pois as contribuições dadas pelos demais engenheiros foram igualmente ou até mais importantes do que a sua durante o desenvolvimento do padrão Short Message Service (SMS). Mas fato é que após o envolvimento direto de Makkonen, a tecnologia se desenvolveu significativamente – o formato de 160 caracteres foi determinado em 1985 pelo pesquisador de comunicações Friedham Hillebrand, por exemplo.

"Eu não considero o SMS uma realização pessoal, mas sim o resultado de um esforço conjunto para coletar ideias e escrever as especificações do serviço baseado nelas", disse Makkonen durante uma entrevista à BBC em 2012, quando a tecnologia comemorou 20 anos de existência. "Na minha opinião, o lançamento real do serviço aconteceu quando a Nokia introduziu o primeiro telefone capaz de escrever mensagens facilmente", completou.

Durante sua carreira, Makkonen trabalhou para a Nokia Networks, para a Tele Finlândia e foi CEO da Finnet Oy entre 2003 e 2005. Em 2008, ele foi eleito vencedor do prêmio de inovação do Economist por seu trabalho no desenvolvimento do padrão SMS.