Metade da população brasileira ainda não possui acesso à Internet

Por Redação | 18 de Setembro de 2014 às 17h41

De acordo com a nova Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios do IBGE, divulgada nesta quinta-feira (18), o Brasil ainda sofre com problemas de acessibilidade de parte da população à internet. Apesar do país ser um dos líderes mundiais em acesso às redes sociais, metade dos brasileiros não tem acesso à web. A pesquisa revelou que os internautas em 2013 representavam 50,1% da população.

“No Brasil, aproximadamente 86,7 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a Internet no período de referência da pesquisa em 2013, um crescimento de 2,9% em relação ao ano anterior. De 2012 para 2013, a proporção percentual de internautas passou de 49,2% para 50,1% do total da população residente. Mais da metade dos internautas tinham de 10 a 29 anos de idade (52,6%)", relatou o PNAD, dando claros indícios de que a internet segue sendo algo muito distante para boa parte da população.

O crescimento no acesso ao computador pessoal subiu em relação a 2012. Em 2013, 32,2 milhões de domicílios do país possuíam um microcomputador, representando 49,5%, ante 46,4% em 2012. Dessas residências, apenas 28 milhões (43,1% do total) contavam com acesso à Internet. Assim sendo, o acesso a banda larga pode ser considerado um item de luxo para boa parte da população brasileira ou similar a possuir um automóvel, já que o PNAD revelou que 43,6% dos domicílios possuem carros.

Os telefones fazem parte de 92,7% do cotidiano dos domicílios do Brasil, algo tão popular quanto os televisores, especialmente devido ao franco crescimento dos celulares. As residências que possuem somente linha fixa voltaram a cair e representam 2,7% do total, ou 1,8 milhão. O mesmo número se aplica ao crescimento de unidades de aparelhos celulares que são responsáveis pela única ferramenta de telefonia de uma residência. Esse crescimento elevou a porcentagem para 53,1%, ante 51,4% em 2012.

O PNAD revelou também que 130,8 milhões de pessoas com 10 anos ou mais de idade possuíam um telefone celular para uso pessoal no ano passado. O crescimento foi de 6,3 milhões, assim, passando de 72,8% em 2012 para 75,5% em 2013, no total dos usuários com 10 anos ou mais.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.