Mercado da Internet das Coisas deve triplicar até 2020

Por Redação | 04 de Junho de 2015 às 16h26

O mercado de IoT (Internet das Coisas), que abrange o conceito da conexão de dispositivos domésticos com a internet, deve quase triplicar para US$ 1,7 trilhões em 2020, de acordo com uma pesquisa da empresa Internacional Data Corp, o IDC.

O estudo mostra que o mercado atual está avaliado em US$ 655,8 bilhões de dólares, em uma taxa anual de crescimento de 16,9%. "Dispositivos, conectividade e serviços de TI irão compor a maioria do mercado de Internet das Coisas em 2020", diz a IDC. Isso significa que a IoT está estimada para atingir mais de dois terços do mercado mundial daqui a 15 anos.

Entre as empresas que estão apostando fortemente no IoT estão o Google, Intel, Cisco Systems, Samsung, além de companhias de telecomunicações como a Vodafone e a Verizon.

Em fevereiro, a Intel anunciou que tem o interesse de adquirir a Lantiq, companhia alemã fabricante de chips, para expandir a sua gama de chips que são usados em gadgets com conexão à intenet.

Já o Google, no ano passado, comprou a fabricante de alarmes e termostatos Nest Labs pela quantia de US$ 3,1 bilhões. A Samsung adquiriu por US$ 200 milhões a SmartThings, startup americana desenvolvedora de softwares para ajudar a controlar diversos itens domésticos, como fechaduras de portas, interruptores, entre outros.

Fonte: Reuters

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.