LinkedIn vai criar alerta instantâneo de vagas para quem procura emprego

Por Thaís Augusto | 14 de Maio de 2019 às 16h36
Tudo sobre

LinkedIn

Saiba tudo sobre LinkedIn

Ver mais

Depois de alcançar a marca de 20 milhões de ofertas de emprego em sua plataforma, o LinkedIn anunciou nesta terça-feira (14) que vai integrar e atualizar suas ferramentas para recrutadores e candidatos.

Para os usuários que estão procurando trabalho, a atualização do LinkedIn vai habilitar um alerta instantâneo de emprego. Assim, candidatos potenciais recebem uma notificação sobre vagas recém-abertas e que se encaixam em seu perfil. O LinkedIn também criou um novo design para a página inicial do Jobs – a mudança será mais sentida pelos que acessam a plataforma por smartphones e tablets.

Na "frente" de recrutamento, as plataformas LinkedIn Jobs, Recruiter e Pipeline Builder serão unificadas para facilitar o gerenciamento, a publicação de anúncios e as demais etapas que envolvem a interação da empresa com o candidato.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Atual interface da plataforma LinkedIn Jobs

Os novos recursos que o LinkedIn está trazendo são respostas para a maneira como os candidatos estão usando cada vez mais o smartphone. A empresa observa que os candidatos que se candidatam mais rapidamente para vagas têm maior probabilidade de conseguir o emprego.

"Isso significará candidatos melhores, empregos melhores e maior adaptação", disse o vice-presidente de produto do LinkedIn, John Jersin. Quando perguntado por que demorou tanto tempo para integrar essas ferramentas, ele disse que a atualização é mais uma consequência de como as expectativas evoluíram à medida que a tecnologia evoluiu. "Avanços na inteligência artificial impulsionaram a estratégia e integrar tudo isso significa que todos podemos aprender melhor uns com os outros".

Há cinco anos, o LinkedIn reunia "apenas" 300 mil vagas de emprego em sua plataforma. Atualmente, a empresa vê seus 600 milhões de usuários se candidatarem a 25 milhões de vagas por semana.

Para este ano, a expectativa é de que o LinkedIn consiga US$ 6,4 bilhões em receitas, com um crescimento de 27% no último trimestre.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.