Julian Assange falará sobre acusações de estupro e abuso sexual neste mês

Por Redação | 07 de Novembro de 2016 às 10h57

O imbróglio envolvendo Julian Assange e as autoridades policiais da Suécia pode estar se aproximando de um fim. É que nesta segunda-feira (07) promotores do país escandinavo confirmaram que o fundador do WikiLeaks será entrevistado sobre as acusações de estupro e abuso sexual feitas contra ele na próxima segunda-feira, dia 14 de novembro.

A entrevista será conduzida por um promotor de justiça equatoriano e contará com a presença da Chefe da Procuradoria da Suécia e de uma autoridade policial sueca ainda não revelada, que serão encarregados de relatar ao país o que Assange falar.

Esta será a primeira vez que o fundador do polêmico site falará sobre as acusações de estupro e abuso sexual feitas contra ele em 2010 na Suécia. À época, ele chegou a se apresentar à Polícia Metropolitana de Londres para prestar esclarecimentos, tendo ficado detido por nove dias.

Em 2012, diante da decisão da corte suprema do Reino Unido de extraditá-lo para a Suécia, Assange solicitou asilo político ao Equador, que o abrigou em sua embaixada na capital britânica. Desde então, Assange nega veementemente todas as acusações feitas contra ele e vive enclausurado no edifício.

Via The Next Web, Reuters