John McAfee anuncia que se candidatará à presidência dos Estados Unidos

Por Redação | 09 de Setembro de 2015 às 11h59
photo_camera Divulgação

Depois da notícia da possível candidatura do rapper Kanye West em 2020, os Estados Unidos devem contar com um outro candidato improvável já nas próximas eleições: John McAfee. O fundador de uma das mais conhecidas firmas de segurança digital do mundo também é conhecido por levar um estilo de vida diferente de outros empresários do ramo, o que faz a informação ser ainda mais inusitada.

A novidade foi anunciada pelo próprio McAfee em sua página no Facebook no último domingo (07). "Eu não posso confirmar os rumores de que eu estarei me candidatando à presidente em 2016. Meus conselheiros e eu vamos decidir nos próximos dias", afirma o post.

I cannot confirm the rumors that I am running for president in 2016. My advisors and I will decide in the next few days.

Posted by John Mcafee on Segunda, 7 de setembro de 2015

No dia seguinte, no entanto, ele fez outra postagem oficial no seu Facebook e Twitter confirmando a candidatura já para estas eleições e informando que deve se pronunciar sobre o fato no final desta quarta-feira (09).

We will have an official announcement at 7:00pm eastern time tomorrow (Wednesday) www.mcafee16.com

Posted by John Mcafee on Terça, 8 de setembro de 2015

McAfee até criou um site exclusivo para debater o assunto, o mcafee16.com. A página possui uma foto do executivo em meio às cores dos Estados Unidos com uma citação de George Washington.

McAfee, que tem 69 anos, nasceu no Reino Unido, mas é filho de norte-americano e possui dupla cidadania. Ele comenta que foi encorajado a se candidatar por "quase todo mundo que ele conhece".

Mas o que mais motivou o "excêntrico milionário", como ele mesmo se define, foram os problemas do governo com segurança e vigilância. "Nós estamos perdendo a privacidade em um ritmo alarmante. Nos demos muito à ilusão de segurança e nosso governo é simplesmente disfuncional", diz o executivo.

Ele diz que já apresentou os documentos necessários para a Comissão Eleitoral Federal e ainda garante que vai concorrer sob um novo partido político criado por ele mesmo: o Cyber Party.

Fonte: Time, The Verge