Hulu não terá mais opção de streaming gratuito

Por Redação | 08 de Agosto de 2016 às 14h14

É um dia triste para os usuários do Hulu. A empresa anunciou nesta segunda-feira (08) o fim de sua oferta gratuita de streaming, seguindo em frente apenas com os pacotes pagos de conteúdo. A mudança tem caráter imediato e está relacionada a um acordo firmado com o Yahoo, esse sim, com uma nova opção de transmissão grátis de seriados.

Assim como no caso do Hulu, o sistema exibe anúncios entre os episódios, mas apresenta funcionamento diferente. No Yahoo View, como é chamado, estarão disponíveis os cinco episódios mais recentes de séries selecionadas dos canais Fox, ABC e NBC. Os capítulos aparecem oito dias após sua exibição na TV norte-americana. Shows como New Girl, Grimm e a versão americana do MasterChef fazem parte do catálogo.

Outros títulos também terão conteúdo exclusivo por meio da plataforma, como making ofs, entrevistas com realizadores e cenas extras, colocados no ar 24 horas depois da exibição. Além disso, o Yahoo promete ter, no serviço, temporadas completas de animes e séries coreanas, possivelmente em uma tentativa de bater de frente não apenas com a Netflix, mas também com o Crunchy Roll, especializado nesse tipo de conteúdo.

Vale a pena citar também a recente aquisição do Yahoo pela Verizon. O streaming já foi citado pela operadora como um de seus principais focos para o futuro. Sendo assim, a parceria com o Hulu, um dos maiores serviços de streaming dos EUA, é bastante interessante para ambos. Isso sem falar no massivo patrocínio da companhia a times e eventos esportivos, que podem fortalecer ainda mais as opções de entretenimento online.

Devido a questões de licenciamento, entretanto, o Yahoo View está disponível apenas para usuários americanos, e os brasileiros encontram apenas uma mensagem alertando sobre isso quando tentam assistir aos episódios. O mesmo vale para o próprio Hulu, que não tem uma versão acessível para o nosso país.

O serviço explicou que a opção gratuita não estava mais de acordo com os planos de expansão da empresa, que prevê a chegada a novos países – o Brasil, inclusive, já foi citado na lista de parcerias – e a produção de shows originais. Esse investimento teria tornado a opção baseada em anúncios bastante limitada e pouco correspondente à qualidade do serviço como um todo, o que fez com que ela acabasse tendo de ser descartada pela empresa.

O Hulu, então, permanece funcionando apenas com seus pacotes pagos. São dois; um que custa US$ 7,99 e ainda traz propagandas nos intervalos dos shows, e outro que sai por US$ 11,99 e exclui completamente a exibição de comerciais. Como já dito, o serviço está disponível apenas nos Estados Unidos, e o fim da opção gratuita, inclusive, deve dificultar a vida de quem usava gambiarras para assistir aos conteúdos internacionais.

Fonte: Variety

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.