GVT é acusada de bloquear acesso dos usuários ao Xvideos

Por Redação | 19.10.2015 às 10:11

Milhares de brasileiros ficaram na mão no último fim de semana após a GVT limitar o acesso a determinados sites - e não foram páginas quaisquer. Segundo vários relatos nas redes sociais ao longo dos últimos dias, a operadora estava impedindo que seus usuários acessassem alguns endereços, incluindo o Xvideos.

Pode parecer piada, mas a impossibilidade de acessar o site deixou mesmo muita gente preocupada. Ao tentar entrar na página de vídeos adultos, o usuário era recepcionado com uma mensagem na tela que afirmava que a GVT estava filtrando a reprodução de vídeos e que esse era um problema da operadora e não da companhia. O Xvideos não chega a explicar o que houve e nem o porquê da restrição, aconselhando o pessoal afetado a entrar em contato com a companhia para descobrir o que aconteceu.

E é claro que isso deu muito o que falar — e não apenas por ter desanimado muita gente. A principal acusação era de que a empresa estava realizando o chamado traffic shaping, uma prática que "molda" a sua conexão de acordo com o tipo de conteúdo que você acessa, alterando a velocidade em diferentes situações. E isso é algo que vai contra aquilo que foi estabelecido no Marco Civil da Internet e, por isso, toda a revolta.

GVT vs Xvideos

Em resposta aos comentários em sua página no Facebook, a GVT diz que não está fazendo nenhum tipo de filtro e que não consegue visualizar o que o usuário está assistindo, ou seja, não interfere no seu uso. E, como muitos usuários comentaram no fórum do Reddit em que o assunto foi revelado, é bem provável que a denúncia não dê em nada, seja pelo desconhecimento do usuário padrão do que seja o traffic shaping ou pelo simples fato de que é muito difícil provar que a afirmação do Xvideos é verdadeira.

Além disso, para piorar a situação, parece que nem todos os assinantes da GVT encontraram o bloqueio. Alguns afirmaram que conseguiram assistir aos vídeos sem qualquer tipo de barreira, enquanto outros já diziam que, apesar de conseguir entrar no site, a página não carregava o conteúdo. Um terceiro grupo, porém, dizia que nada era exibido além do alerta.

Advogado do diabo

No entanto, e se tudo não passou de um mal-entendido? Embora muitos tenham se revoltado contra a operadora por conta do suposto bloqueio ao Xvideos, o site ProgramaçãoBR tem uma teoria que não só refuta a tese de complô a favor da moral e dos bons costumes como ainda mostra que não há nada de traffic shaping ou coisa parecida.

GVT vs Xvideos

Segundo a página, é possível que a operadora tenha apenas criado uma forma de redirecionar os usuários do site pornô para um proxy dedicado para otimizar o tráfego. Levando em consideração que o Xvideos é um dos endereços mais acessados no Brasil e que a quantidade de pornografia descarregada deve ser um peso enorme à banda da GVT, a hipótese faz bastante sentido. Assim, o bloqueio seria apenas um bug nesse processo.

Porém, dificilmente vamos ouvir essa explicação vindo da operadora. Afinal, você consegue imaginar a empresa vindo a público anunciar que a pornografia foi facilitada e que, somente na GVT, você pode ver aquele pornô alemão mais rápido do que em qualquer outra concorrente? Seria um sonho, mas jamais vai acontecer. Uma pena.

Via: Reddit, O Transgressor/Gazeta do Povo, ProgramaçãoBR