Google vai parar de ler seus e-mails para personalizar publicidade

Por Redação | 23.06.2017 às 17:55

Nesta sexta-feira (23), o Google anunciou que não vai mais escanear os e-mails dos usuários do Gmail para que sejam exibidos anúncios personalizados com base nas informações ali contidas. “A decisão faz com que os anúncios exibidos no Gmail estejam alinhados com a maneira como personalizamos a publicidade de outros produtos nossos, ou seja, com base nas configurações definidas pelos usuários”, explicou a empresa.

Ainda que o Google fizesse questão de explicar nos termos de serviço do Gmail que “a correspondência de anúncios com conteúdo é um processo completamente automatizado realizado por computadores, e nenhum humano lê seu e-mail para segmentar os anúncios”, organizações ao redor do mundo vinham acusando a gigante da internet de quebrar o sigilo das mensagens.

Mas, a partir de agora, o problema está resolvido. E, ainda que o Google vá parar de “ler” seus e-mails, isso não é sinônimo do fim da publicidade direcionada. As propagandas do Gmail e no site de buscas continuarão aparecendo para o usuário, o que muda é somente o método de varredura de informações que possam ser do seu interesse, que não mais vai acontecer usando o conteúdo de seus e-mails.

A mudança acontecerá aos poucos, e, até o fim do ano, já deve ter sido implementada para todos os usuários.

Fonte: Google