Google remove botão "Ver Imagem" das buscas para evitar "roubo"

Por Redação | 16 de Fevereiro de 2018 às 12h38
Design Conceitual
Tudo sobre

Google

Quem acessou o Google Imagens nesta quinta-feira (15) pode ter estranhado o sumiço do botão “ver imagem”, que dava acesso direto às fotos encontradas pela busca. Não se trata, porém, de um bug ou indisponibilidade no serviço, mas sim de uma mudança deliberada, aplicada pela gigante das pesquisas para, segundo ela, “equilibrar os interesses de usuários e produtores de conteúdo”.

A alteração foi feita, inicialmente, sem alerta, sendo confirmada pela companhia apenas horas depois. Em comunicado, a Google confirmou as alterações e disse que elas representam uma forma de conectar usuários aos sites de interesse, de forma que eles passem a acessar as páginas diretamente na hora de procurarem pelas imagens desejadas.

Mais do que isso, a mudança faz parte de um acordo entre a gigante e a Getty Images, um dos maiores bancos de imagens do mundo. A partir de agora, a Google tem a licença necessária para utilizar as imagens da companhia em seus produtos e serviços, mas, em troca, se comprometeu a reduzir as violações de copyright disponibilizadas a partir de seu motor de pesquisa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Como parte de um contrato assinado na última semana, a Google se comprometeu não apenas a trabalhar para reduzir as violações de direitos autorais, mas também tornar mais visíveis os alertas com relação a copyright e outros fatores semelhantes no acesso às páginas. Isso, também, inclui a medida adotada agora, que levará os usuários aos provedores originais das fotos desejadas em vez de apenas entregá-las como um simples resultado.

Também será removido, como parte do acordo, o botão que permite ao usuário realizar o upload de uma imagem para que o sistema de buscas encontre opções relacionadas. No momento em que esta reportagem foi escrita, entretanto, o recurso ainda estava disponível, assim como a tradicional opção que permite colar a URL de uma foto para pesquisa ou o atalho pelo botão direito do mouse, no navegador Chrome. Ambas vão continuar funcionando, segundo a companhia.

A ideia fundamental da mudança — claro, além do acordo financeiro em si — é dar tanto valor às imagens quanto às informações de texto buscadas no Google. De acordo com a gigante, privilegiar produtores de conteúdo e o trabalho visual e de fotografia é um dos intuitos da alteração, além de dar mais contexto às pesquisas, indo além, apenas, do visual em si.

Fonte: Google (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.