Google passa a mostrar tempo de espera em restaurantes

Por Redação | 07 de Novembro de 2017 às 12h01
TUDO SOBRE

Google

Não é nada legal chegar com fome a um restaurante e se deparar com uma longa fila de espera. Agora a Google quer ajudar a contornar situações como essa com uma nova função, que vai exibir os tempos de espera em um estabelecimento tanto nas buscas comuns quanto em seu aplicativo de mapas.

Já disponível de forma segmentada em diversos países, o que também inclui o Brasil, a opção aparece de duas maneiras diferentes. Na página de informações de um estabelecimento, por exemplo, os informativos sobre filas aparecem onde, hoje, já está o gráfico de barras indicando a lotação do local e os horários de pico e menor circulação de pessoas.

Informações sobre filas de espera aparecem junto às informações do estabelecimento.

A previsão relacionada à fila surge quando o usuário clica sobre um dos horários disponíveis. Com isso, é possível analisar também em que momento, de acordo com as previsões da Google, o movimento estará mais tranquilo, permitindo que os usuários se planejem melhor para evitar esperas mais longas ou mudem o dia de visita ao local, uma vez que é possível observar os dados em datas que não a atual.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já no aplicativo de Mapas, a ideia é mostrar o que exatamente o utilizador verá quando chegar ao estabelecimento escolhido. Ao lado de informações como tempo de chegada e quilometragem restante, o serviço também passa a exibir o tamanho da espera, de forma que cada um vá se preparando para o que está por vir, ou então escolha outro restaurante para ir caso esteja com pressa.

Vale a pena citar, entretanto, que todos os dados são baseados em estimativas, de acordo com a quantidade de pessoas em um estabelecimento e o número de assentos disponíveis no local. A Google não possui nenhum tipo de contato direto com os restaurantes para mensurar as filas, com as informações sendo exibidas de acordo com métricas de geolocalização e tempo de permanência.

Como normalmente acontece com recursos desse tipo, as informações estão aparecendo primeiro no Android. Não há previsão para liberação nem de chegada da funcionalidade ao iOS.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.