Google está testando recurso de reprodução automática de vídeos no buscador

Por Redação | 25 de Julho de 2017 às 09h03
photo_camera Reprodução/VisualHunt

Depois de Facebook e Twitter adotarem o recurso de reprodução automática dos vídeos em seus feeds, o Google também decidiu testar a funcionalidade em sua página de resultados de busca. Os vídeos que aparecem no painel ao lado direito estão sendo reproduzidos automaticamente, como é o caso de trailers e conteúdos informativos sobre os assuntos pesquisados.

Apenas alguns usuários estão recebendo esta funcionalidade, um sinal evidente de que o Google está testando o impacto da funcionalidade em seu buscador, especialmente em conexões móveis, que possuem uma capacidade de de navegação limitada, podendo assim afetar a experiência de pesquisa do internauta. Vale notar também que alguns bloqueadores de anúncios e navegadores impedem que o vídeo seja reproduzido automaticamente.

Os vídeos em reprodução aparecem na caixa a direita dos resultados de pesquisa

Os vídeos são reproduzidos sem som, assim como acontece no Facebook e no Twitter, e para ouvi-los o usuário precisa clicar sobre eles. Como também pode notar a usuária Jennifer Slegg, os vídeos reproduzem apenas uma vez, sem loop. O Google confirmou para a própria usuária que está testando o novo recurso, mas não falou sobre alguma previsão para que os vídeos em autoplay sejam implementados. "Estamos constantemente experimentando formas de melhorar a experiência de busca para nossos usuários, mas não temos planos para anunciar neste momento", explicou a empresa.

Os vídeos tem sido cada vez mais requisitados pelos usuários e as companhias de tecnologia têm investido pesado para que os usuários possam consumir conteúdo desta maneira. Com os vídeos em seu buscador, as pesquisas poderão ser mais completas e poderão facilitar a vida dos usuários. Do ponto de vista financeiro, a empresa poderá lucrar com publicidade futuramente, exibindo anúncios que sejam relevantes para as pesquisas realizadas.

Ao que parece, a princípio o recurso de reprodução automática dos vídeos ficará limitado à versão desktop do buscador, mas é muito provável que, caso o Google realmente adote a novidade, ela deva se expandir para a versão móvel — incluindo o aplicativo do próprio Google, que recebeu melhorias recentemente para focar mais no conteúdo personalizado aos usuários.

Fonte: The SEM Post

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.