Google adiciona novas opções à busca por horários de cinema

Por Felipe Demartini | 04 de Abril de 2018 às 09h59
Google
Tudo sobre

Google

Quem usa o Google já está acostumado a ver horários de cinema e informações sobre filmes diretamente nos resultados da busca. Agora, entretanto, a empresa está incrementando esse recurso e adicionando novas funções na versão online de seu buscador, dando mais opções na busca por programações e atendendo a determinados gostos específicos.

Em uma funcionalidade disponível, inicialmente, apenas nos EUA e na Índia, é possível personalizar a procura com o uso de filtros. Eles incluem, por exemplo, gêneros, classificações indicativas, tecnologias envolvidas (caso a exibição ocorra em salas 3D ou IMAX, por exemplo) ou cinemas específicos, de acordo com a proximidade do usuário.

Além disso, a integração com sistemas de análise coletiva, como o Rotten Tomatoes, ou sites de bancos de dados ao estilo IMDb, também dá mais ênfase às avaliações dos longas. Notas dos críticos aparecerão com mais destaque, logo abaixo de sinopses ou pôsteres, enquanto links para trailers no YouTube também estarão disponíveis logo na primeira rolagem.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Novos filtros permitem buscas de horários de cinema mais personalizadas (Imagem: Divulgação/Google)

Os filtros podem ser usados de forma combinada, o que permite a realização de buscas bastante personalizadas. É possível, por exemplo, procurar por filmes infantis com boas avaliações e em cinemas perto de casa, mas sem tecnologia 3D, e observar os resultados pertinentes de uma só vez, com os locais e horários em destaque, como já funcionava na versão anterior da interface. Quando disponíveis, links para compras de ingresso também podem ser acessados diretamente.

Como dito, por enquanto apenas americanos e indianos possuem acesso à novidade, que foi aplicada nesta quarta-feira (04) tanto aos aplicativos do Google no Android quanto nas pesquisas mobile por navegadores no iOS. A ideia, claro, é expandir o recurso a todos os países e plataformas, algo que, como sempre acontece com novidades da companhia, acontece em fases.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.