Fundador do Silk Road é condenado à prisão perpétua

Por Redação | 29 de Maio de 2015 às 17h56

Fim da linha para Ross Ulbricht, o nome por trás do famoso mercado de drogas online Silk Road. O jovem foi sentenciado à prisão perpétua após ser considerado culpado da acusação de tráfico de entorpecentes ilícitos e outros crimes. Ross estava esperançoso de pegar a pena mínima de 20 anos e assim evitar passar a velhice na cadeia, mas a decisão da juíza Katherine Forrest foi mais dura.

Durante a audiência, a defesa também tentou clemência, citando a capacidade de Ross para contribuir com a sociedade, apesar de todos os seus crimes. "Você não é uma pessoa melhor do que qualquer outro traficante. Sua educação não lhe faz diferente, e isso só torna tudo ainda mais inexplicável", disse a juíza. O pedido do acusado para cumprir parte da sua pena em uma prisão com menor nível de segurança também foi negado.

Todas as acusações são referentes à gestão de Ross no site Silk Road, que usava os serviços do Tor e pagamentos em Bitcoins para proteger os endereços de IP dos compradores de medicamentos e diversos outros tipos de drogas ilegais. O mercado online de drogas foi fechado em 2013, e a promotoria estima que o site lidava com cerca de US$ 200 milhões em transações de drogas.

Saiba mais sobre o caso:

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!