Fundador da Mt. Gox pode cumprir pena de 10 anos por fraude de bitcoins

Por Redação | 15.09.2015 às 15:49
photo_camera Fonte: Reprodução

O ex-CEO e fundador da Mt. Gox, empresa que já foi considerada a maior casa de câmbio de bitcoins, pode cumprir pena de até 10 anos de prisão por desvio de dinheiro dos clientes.

Mark Karpeles foi preso em agosto deste ano na cidade de Tóquio, 17 meses depois de a Mt. Gox declarar falência e anunciar a perda de milhões de dólares. De acordo com as suspeitas, o executivo movimentava o dinheiro dos seus clientes para a sua própria conta.

Antes de sua prisão, o executivo negou irregularidades na companhia e culpou a perda de bitcoins aos hackers. Usuários afirmavam que muitas das moedas trocadas haviam desaparecido ou nunca existiram.

Karpeles também foi acusado de ser um dos idealizadores de uma campanha dedicada a esconder do público qual era a verdadeira situação da empresa.

Fonte: IDG Now