Falha permite hospedar vídeos pornográficos no YouTube

Por Redação | 16 de Janeiro de 2017 às 15h15

Sites pornográficos estão usando uma brecha nos serviços do Google para armazenar material impróprio no YouTube sem nenhum custo. Os sites piratas de streaming para adultos estão conseguindo angariar milhões de visualizações por dia graças à falha.

Alguns serviços de streaming têm usado os servidores do Google como um provedor de hospedagem ao carregar seu material no YouTube e marcá-lo como privado, evitando que as pessoas visualizem o conteúdo na plataforma. Em seguida, eles incorporam os links para os vídeos diretamente nos seus próprios sites.

Esses vídeos são veiculados diretamente no domínio do GoogleVideo.com sem estarem listados no YouTube. Curiosamente, os serviços voltados para conteúdo adulto também descobriram esse truque. Embora o serviço de streaming do Google não permita que as pessoas façam upload de pornografia, muitos sites estão usando o YouTube como provedor de hospedagem.

Os vídeos incorporados estão disponíveis em uma série de sites de streaming e, uma vez que o conteúdo não está listado publicamente no YouTube, fica mais difícil de eliminar. Vale relembrar que o problema não se limita ao conteúdo para adultos ou mesmo ao YouTube.

Via Torrent Freak

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.