Ex-funcionário diz que Google quer fazer Trump perder as eleições de 2020

Por Nathan Vieira | 12 de Agosto de 2019 às 09h20

A novela entre a Google e o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ganhou mais um capítulo. No último dia 6 de agosto, o presidente fez uma série de tuítes atacando a Google e o seu CEO, Sundar Pichai, alegando que a empresa não apenas agiu em prol de Hillary Clinton nas eleições presidenciais de 2016, como também planeja prejudicá-lo nas eleições de 2020. Desta vez, foi um próprio ex-funcionário da Google que trouxe à tona esse assunto, em meio a uma entrevista no Fox & Friends.

Durante a entrevista, o engenheiro Kevin Cernekee aponta envolvimento da empresa em torno das eleições presidenciais: "Quando o presidente Trump venceu em 2016, os executivos da Google imediatamente choraram — lágrimas literalmente escorrendo pelo rosto. Eles prometeram que isso nunca aconteceria novamente e querem usar todo o poder e recursos que têm para controlar o fluxo de informações ao público e certificar-se que Trump perca em 2020".

Em outras palavras, Cernekee diz que a Google vai "aumentar a censura" como um método para garantir que Trump perca a eleição — incluindo a censura de anúncios políticos e a filtragem dos resultados de buscas para promover sua agenda política. "A Google tem uma enorme quantidade de informações sobre todos os eleitores nos EUA", completa. O ex-funcionário da Gigante das Buscas ainda alega que a empresa vai usar esses dados para construir perfis psicológicos em uma tentativa de mudar as mentes dos eleitores em todo o país.

Cernekee também acusou a empresa de ser preconceituosa com quem não concorda com determinadas opiniões: "Eles são muito preconceituosos. Há preconceito em todos os níveis da organização... e se você discordar deles um pouco, eles virão atrás de você, eles vão te atacar, eles vão fazer de você um exemplo", declara. O ex-funcionário da Google termina dizendo: "Acho que o presidente Trump precisa saber que há muitos denunciantes em potencial nessas empresas. E eles vão falar se souberem que ele está de costas".

Fonte: Fox News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.