EUA lideram esforço global para trazer 1,5 bilhão de pessoas à internet até 2020

Por Redação | 15.04.2016 às 15:05

Nesta semana, diversos líderes mundiais anunciaram dezenas de projetos específicos para melhorar a conectividade ao redor do mundo. As iniciativas fazem parte do esforço global, liderado pelos Estados Unidos, para trazer mais de 1,5 bilhão de novos usuários à internet ao longo dos próximos quatro anos. A Índia, e outras 35 nações, estão comprometidas com a expansão do acesso à internet e também em trabalhar com a indústria tecnológica para construção de conexões para usuários em zonas rurais.

O Secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, realizou uma reunião nesta quinta-feira (14) com ministros de finanças globais, executivos de empresas e representantes do governo para promover a Global Connect Initiative do Departamento de Estado dos EUA, anunciado pela primeira vez no ano passado. A iniciativa tem como objetivo levar conexão para 1,5 bilhões de pessoas no mundo todo até 2020. Foram anunciados 65 projetos que devem fomentar a conectividade em todo o mundo.

Catherine Novelli, subsecretária do Departamento de Estado dos EUA para Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente, afirmou que outras nações irão começar a desenvolver planos nacionais de banda larga pela primeira vez. Os Estados Unidos pretendem implementar escritórios digitais em 275 embaixadas e escritórios americanos ao redor do mundo para conseguir trabalhar em estreita colaboração com projetos governamentais e de organizações sem fins lucrativos.

O presidente do Banco Mundial, Jim Young Kim, estimou que o custo total para levar conexão para um número tão grande de pessoas será de US$ 450 bilhões. Os investimentos anunciados nesta quinta-feira já somam cerca de US$ 20 bilhões. O Departamento de Estado destacou também que a expansão da internet pode promover o crescimento econômico, principalmente em países onde houve diminuição no crescimento. O Banco Mundial afirmou que para cada 10% no aumento de pessoas com acesso à internet banda larga, os países em desenvolvimento podem esperar um crescimento de 1% a 2% no PIB.

As empresas também aderiram à iniciativa, ansiosas para capitalizar uma nova base de clientes. Google, Microsoft, PayPal, Telenor e Mozilla foram algumas das parceiras dos projetos. Também nesta semana, foi realizada uma reunião com líderes políticos e responsáveis técnicos para debater ideias de como superar problemas de conectividade em várias regiões.

Via IEEE

Fonte: http://spectrum.ieee.org/tech-talk/telecom/internet/us-leads-global-effort-to-bring-15-billion-people-online-by-2020