Empresas são acusadas de disfarçar publicidade infantil como conteúdo no YouTube

Por Redação | 21 de Outubro de 2016 às 19h29

Agências de marketing estão sendo acusadas de disfarçar publicidade infantil como outros conteúdos no YouTube, uma prática “injusta e enganosa”, em uma ação de três grupos de de defesa da privacidade junto à Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Segundo o documento, empresas como a Maker Studios, da Disney, e a AwesomenessTV, da DreamWorks, usam “influenciadores” populares no YouTube para mostrar produtos direcionados ao público infantil no mundo todo, com vídeos que se disfarçam de conteúdo não patrocinado. O YouTube e a sua empresa mãe, o Google, ganham dinheiro por meio da publicidade vendida juntamente com os vídeos.

Os vídeos em questão, normalmente não identificados como publicidade, incluem propagandas para doces, junkie food e outros produtos, com personalidades conhecidas do YouTube, algumas das quais são crianças, jogando games, abrindo caixas de brinquedos, ou provando alimentos.

“Em muitos casos, esses anúncios fazem as crianças quererem produtos não saudáveis e caros”, afirma Laura Moy, uma advogada que representa os grupos.

Procurados, representantes do YouTube, Maker Studios e AwesomenessTV não responderam aos pedidos de comentário sobre o assunto.

Fonte: IDGNow

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.