Emmy muda regras e vídeos do YouTube agora podem concorrer ao prêmio

Por Redação | 04 de Março de 2016 às 10h45

A Academia de Artes e Ciências Televisivas (ATAS), organização responsável pelo Emmy Award, fez algumas pequenas alterações que podem significar um grande passo para os criadores de conteúdo em vídeo para a web. A organização anunciou que ampliou os critérios a serem considerados para um Emmy, tornando mais fácil a participação de criações feitas exclusivamente para a internet.

Agora, de acordo com o novo regulamento, programas de formato reduzido produzidos por plataformas digitais – como o YouTube e YouTube Red – ganharão seu próprio espaço na premiação. As novas categorias incluem produções que tenham um mínimo de seis episódios com 15 minutos ou menos de duração cada e sejam transmitidas via satélite, cabo ou internet. Os prêmios serão divididos em subcategorias que abrangem séries em formato reduzido de comédia ou drama, variedades, realities, bem como melhores atores e atrizes de comédia e drama em vídeos curtos.

A novidade oferece aos youtubers com ambições artísticas (como o famoso PewDiePie) uma oportunidade incrível de colocar as mãos em uma estatueta tão valorizada pela indústria do entretenimento. Além disso, a mudança também marca um novo passo do Emmy em sua tentativa de englobar outras produções, deixando de se restringir apenas à TV.

"Nossos diretores reconhecem o volume de trabalho realmente excepcional de nossos membros e do povo em outras plataformas", disse o CEO e presidente de honra da Academia, Bruce Rosenblum. "Veja a qualidade do talento acontecendo nesse espaço. É responsabilidade da nossa organização reconhecer isso", completou.

Via The Hollywood Reporter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.