Conheça Elon Musk, um visionário do futuro

Por Ruam Oliveira | 03.09.2016 às 18:00
photo_camera Wired

Desde muito cedo Elon Reeve Musk, 45 anos, engenheiro e empreendedor (e possível homem de ferro) , tem interesse em construir ou inventar novas ferramentas. Nascido em Pretória, África do Sul, o hoje CEO da Tesla Motors e da SpaceX aprendeu sozinho a programar e construiu seu primeiro vídeo game com apenas onze anos de idade, dando um pequeno spoiler de sua habilidade com a tecnologia.

Atualmente ele é conhecido por suas tentativas de inovação nos transportes terrestres e aéreos. Mas, nem sempre foi assim. Sua primeira empresa foi a Zip2, que era uma espécie de “páginas amarelas” da internet, um guia da cidade que posteriormente era usado em jornais como The New York Times e Chicago Tribune.

Elon Young

Foi com esse primeiro negócio que Musk se tornou milionário quando tinha pouco mais de 20 anos. A Zip2 cresceu e conseguiu investidores – um deles foi Greg Kouri, que seria co-fundador da Paypal juntamente com Elon. A empresa de capital de risco Mohr Davidow viu potencial no site de Musk e investiu por volta de US$ 3 milhões no projeto, o que fez com o que o negócio alavancasse.

Em 1999, a Compaq Computer Corporation comprou a Zip2 por US$ 307 milhões em cash e mais US$ 34 milhões em ações. Foi neste momento que pode-se afirmar que Elon Musk passou oficialmente a ser milionário. E ele estava apenas começando o desenvolvimento de seus projetos, em grande parte inovadores, sendo que em alguns deles participou da ideia, mas não chegou a encabeçar ou dirigi-los diretamente.

Em 1989, quando tinha 17 anos, Musk deixou Pretória para estudar na Queen’s University, no Canadá, mas não chegou a concluir seus estudos lá, mudando-se para a Pensilvânia onde se formou em Economia e, em seguida, em Física. Depois disso, mudou-se para a Califórnia onde abandonou seu doutorado em Stanford para fundar a Zip2.

Após a venda deste site, o sul africano pai de 5 filhos, continuou neste segmento de tecnologia e finanças, sendo co-fundador de uma companhia online de pagamentos e serviços chamada X.com. O site acabou se tornando o que hoje é o PayPal, no qual Musk possuía 11% das ações antes do site ser comprado pelo eBay por US$1,5 bilhão.

De olho no futuro

Elon Musk

Grande parte dos novos planos de Musk englobam ações que visam melhorias no uso da energia. O engenheiro ganhou notoriedade depois da Tesla Motors e da SpaceX. A última, chamada de Space Exploration Technologies Corporation, foi fundada em 2002, e inovou com a proposta de viagens espaciais comerciais. A companhia deu tão certo que em 2008 a NASA assinou um contrato de US$1,6 bilhão para que a empresa esteja responsável pelo carregamento de suprimentos para a Estação Espacial Internacional.

O que o coloca como um homem do futuro é que atualmente ele tem procurado investir em pesquisas sobre fontes renováveis de energia e na preservação humana. Seus esforços em implantar tecnologias renováveis – como o caso dos carros da Tesla Motors, que funcionam à bateria e não com combustíveis fósseis, já é um exemplo desta preocupação. Em entrevista ao TED Talks, o empresário afirmou que no futuro os únicos veículos que usarão combustível não renovável serão os foguetes.

Prova maior desta visão futurística foi a criação da “Musk Foundation”, dedicada a exploração espacial e pesquisa de fontes de energia limpas e renováveis. Musk tinha um projeto chamado “Mars Oasis” (Oásis de Marte, em tradução literal), que consistia na implantação de uma estufa em Marte, onde seriam plantadas pequenas mudas de legumes ou verduras, possibilitando a criação de uma colônia. Mas o projeto ficou suspenso porque ele percebeu que ainda não há foguetes com tecnologia apropriada para o experimento. Por isso, investiu ainda mais em sua SpaceX e na criação de foguetes.

Hyperloop e SolarCity

Em Agosto de 2013, Elon Musk apresentou um projeto de trem supersônico que seria capaz de viajar entre cidades em um período de tempo muito curto. Este trem é atualmente conhecido como Hyperloop One e já foi inclusive testado. Este é um projeto pensado por Musk, mas que ele não está mais envolvido e segue como uma startup com grandes chances de sucesso. Segundo Elon, o projeto pode levar de 7 a 10 anos para que esteja oficialmente pronto para o público. Ou seja, há o que esperar ainda...

O custo do projeto foi estimado em US$ 6 bilhões. Musk afirmou que o Hyperloop One pode ser mais seguro que um avião ou que um trem convencional.

Outro projeto que aponta para o futuro é o SolarCity, recém adquirido por US$2,6 bilhões. A startup vai de encontro com o mesmo ideal contido nos carros elétricos da Tesla: uso de energias sustentáveis. No site oficial da Tesla Motors há uma citação ao trabalho conjunto entre ambas empresas, salientando que juntas elas podem criar produtos residenciais ou comerciais “totalmente integradas que melhoram a forma como a energia é gerada, armazenada e consumida”.

Elon Musk

Este projeto foi inicialmente construído por primos de Elon Musk em 2006, mas atualmente Musk é acionista majoritário da empresa.

O pesquisador apareceu na 15ª posição entre os mais ricos da tecnologia na lista da Forbes e possui projetos e ideias que vão além do eixo transporte - espaço. Além da Tesla, da SpaceX e do SolarCity, Elon também está envolvido em pesquisas sobre inteligência artificial com a startup OpenAI.

Musk, um engenheiro e empreendedor que observa de perto como influenciar – ou se adequar – às condições que a humanidade pode encontrar no futuro é um dentre muitos no Vale do Silício com projetos inovadores. O sul africano, no entanto, parece estar um passo à frente, como se futuro e presente andassem juntos.

Fontes: Biography.com, Forbes, Quora, Musk Foundation, Inside Philantropy